Fortaleza
Atualizado em: 08/08/2013 - 9:02 am

“A população está inquieta, insegura, vivendo momento de terror", diz vereador ao cobrar segurança no Ceará. Foto: CMFor

“A população está inquieta, insegura, vivendo momento de terror”, diz vereador ao cobrar segurança no Ceará. Foto: CMFor

Segurança Pública não foi tema somente dos debates da Assembleia Legislativa, na quarta-feira (7). O vereador Adelmo Martins (PR) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza para criticar a política de Segurança adotada pelo Governo do Estado. Conforme ressaltou, o cenário é aterrorizante em todo Estado do Ceará.

“A população está inquieta, insegura, vivendo momento de terror, não temos certeza se vamos voltar para casa. Não se justifica uma cidade como Fortaleza ter mais homicídio que São Paulo. Só no último final de semana foram 13 homicídios. Em 2013, o Ceará alcançou 11 homicídios dolosos por dia”, disse para em seguida completar:

“Há quem avalie que essa situação e postura da Secretaria de Segurança Pública, de não expor os números, é questão estratégica. O silêncio mostra um descompromisso, uma maneira errônea de lidar com o problema”, destacou.

Leia ainda:
Secretário de Segurança apresenta agenda positiva e diz que não pedirá exoneração do cargo

Muda Cid
Embora reconheça os investimentos feitos pelo governo do Estado, o vereador afirma que os resultados não atendem as necessidades da população. Segundo Adelmo Martins, o governador Cid Gomes tem que repensar a política de Segurança Pública, sobretudo no caso do Programa Ronda do Quarteirão. Os vereadores Eulógio Neto e Benigno Júnior, ambos do PSC, corroboraram com a cobrança.

Com informações da CMFor



Comment closed







Comment closed
Topo | Home


Comments are closed.