Denúncia
Atualizado em: 22/08/2011 - 1:25 pm

Luizianne Lins foi denunciada por usar Guarda Municipal na segurança da própria mãe

Há indícios suficientes de que a prefeita de Fortaleza Luizianne Lins praticou ato de improbidade administrativa ao usar agentes da Guarda Municipal para fazer a segurança na casa da mãe dela. É o que afirma o Ministério Público do Estado (MP).

O MP esclareceu, nesta segunda-feira(22), que a Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa contra a prefeita contém todos os documentos que comprovam os indícios de desvio de função da Guarda Municipal.

A prefeita Luizianne Lins não é a única citada na ação, também respondem o chefe da Guarda Municipal, José Arimá Rocha Brito; e a mãe de Luizianne, Luiza Maria de Oliveira Lins.

Além de conter os documentos, a ação contempla os devidos procedimentos administrativos que apontam os indícios da existência de improbidade em relação à má utilização e desvio de função da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF).

Extravio de provas
Na última sexta-feira (19), servidores do Setor de Protocolo do Fórum Clóvis Beviláqua, teriam perdido o conjunto de provas que sustentam a Ação Civil Pública.

Leia mais:
Juíza pede ao Ministério Público que envie documentos que incriminam Luizianne Lins

Na manhã desta segunda (22), o promotor Ricardo Rocha foi informado de que as provas foram encontradas, encaminhadas para digitalização e depois encaminhadas para a 9ª Vara da Fazenda Pública.

Redação Jangadeiro Online, com informações do MP



7 comentários







7 comentários
Topo | Home


Manoel Sabiá | segunda-feira agosto 22 2011 | 21:11

Que perseguição besta do Minitério Público, tem coisas mais serias para apurar promotor. Os desvios da Casa Civil do Governo do Estado. Quando é que o Arialdo Pinho vai ser pego

Balança mais não cai | segunda-feira agosto 22 2011 | 21:17

Pense num cabra forte esse Arialdo Pinho. Cai 04 Ministros,Superintendentes, e outra autoridades importantes e esse homen continua forte, so pode ter coninvência muito forte no governo Cid Gomes

aucioneide | segunda-feira agosto 22 2011 | 22:08

Essa prefeita faz o que quer,se acha dona de Fortaleza,nunca foi punida,com essas prova de desvio da func.guarda, que circula na midia não tem escapatoria.ela precisa respeitar o povo cearense,além de de gastar o dinheiro publico com festa,usa os guarda,que deveria estar ajudando a policia militar nas ruas esta protegendo a mae! cade a vergonha da mae da prefeita,se explica o comp.da filha……

Adriano Pereira | terça-feira agosto 23 2011 | 09:36

Vamos ver se as tais provas procedem realmente. O uso de Guardas Municipais pelo chefe do poder executivo na capital está dentro da lei e Luizianne Lins agiu dentro da legalidade. Vamos ver o que vão alegar. Pra mim, só um fogo de palha.

Leandro Matos | terça-feira agosto 23 2011 | 09:52

Resta saber se procedem. Para mim, as explicações de Luizianne Lins convencem até porque a segurança de familiares com relação direta com o chefe do executivo é antiga e outros prefeitos já utilizaram como Cambraia e Juraci Magalhães. Não há nada ilegal nisso.

Humberto Campelo | terça-feira agosto 23 2011 | 09:54

A prefeita Luizianne Lins está coberta de razão. O procedimento é legal sim e foi aprovado bem antes dela ocupar a Prefeitura de Fortaleza. Acontece que querem criar polêmicas com o nome dela já visando as eleições de 2012. Só isso.

Isadora Carvalho | terça-feira agosto 23 2011 | 10:15

Será mesmo? Sinceramente é muito improvável que Luizianne Lins tenha usado a Guarda Municipal para fins pessoais. Isso tem mais a ver com manobras pra antecipar o debate eleitoral de 2012.






You must be logged in to post a comment.