AL terá esforço concentrado; Câmara não altera ritmo das sessões | Política com K




Ceará
Atualizado em: 09/08/2018 - 9:05 am

AL terá esforço concentrado; Câmara não altera ritmo das sessões

A partir da próxima semana, as sessões plenárias da Assembleia Legislativa vão ocorrer às terças e quartas-feiras, tendo em vista o período de campanha eleitoral. A decisão foi tomada durante reunião de membros da Mesa Diretora e Colégio de Líderes da Casa, realizada na terça-feira (07), na Presidência do Poder Legislativo.

Participaram do encontro o presidente da Casa, Zezinho Albuquerque (PDT), e os deputados Manoel Duca (PDT), Augusta Brito (PCdoB), Tin Gomes (PDT), Audic Mota (PSB), Julinho (PPS), Elmano Freitas (PT), Bethrose (PP), Carlos Felipe (PCdoB), Walter Cavalcante (MDB), Ely Aguiar (PSDC) e Carlos Matos (PSDB).

Na quarta-feira, o deputado Julinho (PPS) comunicou a decisão em plenário. Segundo o parlamentar, a decisão será válida até o próximo dia 10 de setembro, quando uma nova reunião será realizada para definir o expediente até o dia das eleições.

CMFor
Já na Câmara Municipal de Fortaleza, reunião entre os parlamentares que compõem a Mesa Diretora e o Colégio de Líderes definiu que não haverá o chamado recesso branco e nem alteração no ritmo das sessões plenárias por conta do período eleitoral. “Não vamos deixar de realizar as sessões ordinárias e nenhum dos trabalhos dos 43 vereadores, independente de serem candidatos ou não”, frisou Salmito. As reuniões da Mesa e do Colegiado, que ocorrem uma vez por mês e tem como objetivo definir ações importantes que envolvem o Legislativo Municipal, também estão mantidas.

Campanha
Ainda foram discutidas ações que a CMFor deve adotar em relação a proibição de campanha político-eleitoral nas dependências do prédio. Segundo ele, as normas foram estabelecidas na reunião. “Estamos pegando o mote da lei eleitoral e criando um Ato Normativo Interno da Câmara de Fortaleza, que proíbe expressamente qualquer campanha, ato ou gesto nas dependências da Casa. Quem falar na tribuna ou nos microfones das bancadas, se cometer algum crime eleitoral, obviamente que orientamos previamente, por deslize ou por intenção, responderá individualmente. Vale lembrar que os pronunciamentos são transmitidos ao vivo pelos veículos de comunicação da Casa. A reunião foi mais de preparação”, apontou o presidente Salmito Filho.



0 comentários







0 comentários
Topo | Home