Bastidores
Atualizado em: 17/04/2019 - 8:00 am

Comitiva cearense entregou ao presidente do Senado um resumo da Carta de São Luís, documento elaborado no 3º ParlaNordeste. Foto: Divulgação

Em reunião, na terça-feira, em Brasília, a comitiva de parlamentares nordestinos ouviu do presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, a proposta de ampliação da Frente Parlamentar do Nordeste para incluir os estados do Norte, tendo em vista pautas comuns às duas regiões. Enquanto parlamentares nordestinos articulam a defensa do Banco do Nordeste e da Sudene, representantes no Norte do País mantêm preocupação com o destino do Banco da Amazônia (Basa) e da Sudam.

Alcolumbre recebeu a comitiva do Ceará, composta pelos deputados estaduais Acrísio Sena (PT), Walter Cavalcante (MDB) e Danniel Oliveira (MDB), além dos deputados federais Moses Rodrigues (MDB) e Roberto Pessoa (MDB).

Em pauta, a articulação do Pacto Federativo, o fortalecimento do desenvolvimento da região e a defesa da manutenção dos órgãos regionais. Os deputados estaduais também apresentaram a Alcolumbre um resumo da Carta de São Luís, documento elaborado no 3º ParlaNordeste.

“Essa reunião trouxe a certeza de que temos um aliados na defesa das instituições nordestinas, sobretudo do Banco do Nordeste”, disse Danniel Oliveira, um dos parlamentares que abraça a defesa do BNB.

Ainda segundo Danniel Oliveira, Alcolumbre se comprometeu em levar o assunto aos demais senadores e contribuir com as demandas do Nordeste.

Previdência
A reunião também faz parte da ação conjunta dos parlamentos do Nordeste contra o atual modelo de reforma da Previdência. “No nosso entendimento, há três pontos pacificados: a não desconstitucionalização, a preservação do BPC e a revisão do tratamento dado aos trabalhadores rurais”, adiantou Acrísio Sena.

Maia
Na sequência, parlamentares foram recebidos pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM). O democrata, no entanto, não foi receptivo ao apelo dos parlamentares do Nordeste, segundo ressalta Danniel Oliveira. “Ele [Maia] não demonstrou nenhuma ação positiva em defesa do Banco do Nnordeste ou das instituições da região. Apenas ouviu as nossas reivindicações e recebeu a carta de São Luiz, que fizemos durante a última reunião do ParlaNordetes defendendo, principalmente, o BNB. Recebeu, ouviu e não demonstrou apoio à base nordestina, o que nos trouxe muita preocupação”, reclamou o parlamentar cearense.

“Isso demonstra que temos que manter essa base unida. Temos que fortalecer essa articulação, ampliando para a região Norte também, para fazermos tudo o que for possível para unir os deputados federais, senadores para que a gente possa defender o Nordeste. Vamos continuar nessa luta. Esse é o nosso sentimento e o Nordeste é terra de homem valente e de homens que vão até o final para ter êxito naquilo que procuramos ter”, concluiu Oliveira.



Comment closed







Comment closed
Topo | Home


Comments are closed.