Eleições 2014
Atualizado em: 24/10/2014 - 3:32 pm

Aliados de Camilo evitam o clima de “já ganhou” com pesquisa e mantêm alerta para a "ameaça" Eunício. Foto: Divulgação

Aliados de Camilo evitam o clima de “já ganhou” com pesquisa e mantêm alerta para a “ameaça” Eunício. Foto: Divulgação

Líderes da campanha do candidato Camilo Santana (PT) à sucessão estadual evitaram comemorar o resultado da última pesquisa Datafolha, em que coloca o petista com 14 pontos percentuais de vantagem sobre o candidato Eunício Oliveira (PMDB). Conforme o levantamento publicado ontem, Camilo possui 57% das intenções de voto, enquanto Eunício oscilou com 43% dos votos válidos.

Do mesmo jeito
Apesar de a pesquisa apontá-lo como vitorioso, se a eleição fosse hoje, Camilo Santana afirmou que continuará a gerir sua campanha, sem ter por base os levantamentos publicados. O candidato reafirmou que o último resultado do Datafolha trata-se de um recorte do momento que reproduz o ânimo do eleitor.

O petista destacou que vai trabalhar até o último dia do processo eleitoral, levando suas propostas e ouvindo as suas demandas. “Vou continuar dizendo aos cearenses o que foi feito de bom e o que ainda vai ser feito, nos próximos quatro anos, para contribuir para que a população tenha mais qualidade de vida”, reforçou Camilo.

Sem desanimar
O secretário de Saúde do Estado, Ciro Gomes (Pros), que também coordena a campanha do petista, publicou, na manhã de ontem, em sua página pessoal do Facebook, palavras de alerta aos militantes e pediu que os aliados não “deem bola às pesquisas”. De acordo com Ciro, apesar de “indicarem vitória”, os militantes não podem desanimar e lutar até o encerramento da votação do próximo domingo. “Elas nos indicam a vitória! Pouco importa! O nosso Ceará está ameaçado! Lutemos! Até às cinco horas da tarde do dia 26”, disse, em um dos trechos do post.

Em seguida, Ciro afirma que o adversário político do petista, Eunício Oliveira, ainda representa “uma ameaça”, para a vitória de Camilo. “A maldade e a picaretagem vão nos ameaçar até esta hora! Vamos lutar para proteger nosso Ceará! [sic]”.

Sem “baixar a guarda”
Já o presidente estadual do PT, De Assis Diniz (PT), que também coordena a campanha de Camilo, afirmou que a relação estratégia e resultado de pesquisa são coisas que caminham paralelamente. “A pesquisa motiva, a pesquisa dá ânimo, mas a pesquisa é leitura do momento”, disse, frisando que, apesar do resultado favorável, não se pode baixar a guarda. Para o petista, a pesquisa vai possibilitar que se tenha ânimo para seguir com as estratégias, mas não significa que a eleição está decidida. “Não podemos baixar a guarda e deixar as coisas folgadas”, finalizou.

Durante o primeiro turno, Camilo Santana sempre esteve em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto, contudo, venceu o primeiro turno com cerca de 40 mil votos de diferença do candidato peemedebista, contrariando os resultados dos levantamentos.

Silêncio
A reportagem tentou contato com o candidato Eunício Oliveira, através da assessoria de comunicação, mas não obteve resposta até o fechamento desta edição. Aliado do peemedebista e articuladores da campanha também não se manifestaram sobre o resultado da pesquisa Datafolha.

Com informações do OE



0 comentários







0 comentários
Topo | Home