Além da Notícia
Atualizado em: 23/10/2013 - 7:27 pm

Sempre ao lado do meu pai.

Sempre ao lado do meu pai.

Essa é para os amigos que acompanham o blog Politica com K. Só pra vocês entenderem uma possível redução no ritmo dos posts por aqui. Não foi fácil escrever, mas espero que vocês entendam. Queria dizer muito mais, afinal, “Ele” merece muito mais. Só que foi o que o meu coração aguentou. Agradeço desde já todas as orações.

Hoje perguntei a um médico: “o senhor já viu um milagre acontecer?”. Ele disse que sim. E eu emendei: “Pois o senhor vai ver outro”. E vai sim. Tenho fé!

Abaixo, minha mensagem para vocês.

Sempre muito reservada, não me permito abrir minhas dores para os outros, nem pra gente muito próxima a mim. Muito tempo atrás decidi que estou no mundo para transmitir felicidade, para ajudar a resolver problemas, para dar o melhor de mim a quem precisar. Simples assim.

Entretanto, em alguns momentos da vida, certas adversidades nos surpreendem, mudando nossas rotinas e estabelecendo prioridades emergenciais. Como assumi com você leitor o compromisso de manter este espaço sempre atualizado, sinto que devo compartilhar o momento que passo, como explicação para uma pausa no ritmo de postagens, e também como desabafo.

Deus é sábio e mostra o momento certo pra tudo. Ele vai preparando a gente, colocando as pessoas certas no caminho, fazendo a gente entender que até a pior tragédia tem um ensinamento.

Hoje passo por uma dor nunca antes imaginada. Meu pai (o melhor pai do mundo) está internado na UTI do Hospital de Messejana. Ele precisa se recuperar de uma infecção para fazer um transplante de pulmão. Um caso gravíssimo, dizem os médicos. Mais uma chance para renovar a fé nos milagres de Deus, penso eu.

Meu pai é o meu melhor amigo. Meu exemplo de honestidade, caráter, bondade… Ele criou os filhos para o mundo. Mas foi um mundo de gente do bem, que faz o bem e que compartilha o que tem.

Meu pai tem um amor, o maior da vida, e ele, na verdade, ela, se chama Juju. Minha mãe é a esposa mais apaixonada e dedicada mesmo depois de quase 40 anos de casamento. São eternos namorados.

Meu pai também tem fãs – muitos do tempo do futebol e outros da vida. Três desses fãs foram criados por ele. Aprenderam tudo o que sabem de bom com ele. São três filhos, completamente apaixonados. Idolatramos o nosso pai porque sabemos, como poucos, que homem bom ele é.

Peço a Deus que ele não sofra e que conforte o coração de minha mãe. Aos amigos, peço orações. Muitas e sinceras. Quem sabe, com tantos pedidos, Deus possa ouvir e pensar: “Eita, esse goleiro é bom mesmo! Deixa ele ficar bom logo porque ele é Deus”.

Volta logo pai, pra gente poder dizer “seguuuuuuuuuuura Lulinha!”



5 comentários







5 comentários
Topo | Home


Wanderley Filho | quarta-feira outubro 23 2013 | 19:34

Kézya, incluo nessa corrente as minhas orações. A união da sua família nesse momento de provação, reunida em fé e esperança, é uma força capaz de consolar as maiores aflições, pois o amor verdadeiro é maior que tudo. Conte conosco.

Lucas Mendes | quarta-feira outubro 23 2013 | 23:19

Kézya mando forças a ti desde as terras paranaenses! Abração

JP | quinta-feira outubro 24 2013 | 10:19

Em oração.
E que Deus os conforte nesse e em todos os momentos.

Wellington Silva | quinta-feira outubro 24 2013 | 10:50

A paz!
Deus coloca em nossa frente apenas problemas que somos capazes de resolver…
Quando algum passar disso,nao te preocupas.pois Ele vem ajudar…
O possível ao homem,o impossível à Deus!

Amém!

Neurisberg Maia | sexta-feira outubro 25 2013 | 00:08

Que o Bom Deus fortaleça toda a família, para superar esse momento tão difícil. Acredite sempre e verás o poder de Deus. A sua fé fará a diferença.