Nacional
Atualizado em: 28/07/2011 - 7:22 pm

O assessor especial da Presidência, Marco Aurélio Garcia, disse que o governo investigará denúncias de irregularidades, mesmo que sejam contra pessoas ligadas ao PT ou a partidos aliados. Mas isso, segundo ele, não significa uma caça às bruxas, nem o fim da aliança política.

“A aliança política continua sólida”, disse ontem (27), referindo-se ao afastamento de pessoas no Ministério dos Transportes, ligadas basicamente ao PR, depois de denúncias de superfaturamento de obras na pasta.

“Se houver problemas em qualquer partido ou em particular com o meu partido, o PT, esses problemas serão averiguados sob critérios bastante republicanos. Não há problema sobre isso”, disse Marco Aurélio, em Lima.

Leia mais:
Publicada exoneração de diretores do Dnit e da Conab 

Publicadas mais duas exonerações de servidores do Ministério dos Transportes
Pagot pede demissão do Dnit

Segundo ele, o que houve foi “uma série de mudanças no Ministério dos Transportes, em função de questões concretas que apareceram e que serão averiguadas. E, uma vez averiguadas serão encaminhadas, se houver efetivamente consistência nas acusações serão encaminhadas à Justiça”.

Da Agência Brasil

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me