Congresso
Atualizado em: 23/04/2011 - 10:10 am

O Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, é um dos convidados da audiência. Foto: Agência Brasil.

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara Federal vai realizar audiência na terça-feira (26) para discutir a situação do saneamento básico no País. A reunião está prevista para as 14 horas. O evento vai contar a presença dos ministros Mário Negromonte (das Cidades) e Alexandre Padilha (da Saúde);

O debate terá como objetivo definir ações que possam levar água tratada, rede de esgoto e estação de tratamento para todas as cidades e cidadãos brasileiros. Dados do Ministério das Cidades indicam que apenas 43% da população brasileira têm acesso a redes de esgoto e apenas 1/3 do que é coletado é tratado.

Segundo o deputado Toninho Pinheiro (PP-MG), que solicitou o debate, grande parte das nascentes, rios e lagos do País encontram-se poluídos atualmente e a situação se agrava com a falta de investimentos em saneamento básico.

Desconhecimento e descaso
De acordo com a organização não-governamental Instituto Trata Brasil, que estuda o problema e busca conscientizar a população e o governo sobre sua importância, 70% dos brasileiros sequer sabem o que é saneamento e associam o termo a qualquer outra coisa, como asfalto, luz e transportes.

Convidados
Também foram convidados para a audiência pública:
– o gerente de projeto da Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, Sérgio Antônio Gonçalves;
– o presidente-executivo do Instituto Trata Brasil, Édison Carlos;
– o diretor de Articulação Institucional da Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (Assemae), Francisco Lopes;
– o diretor da Consultoria em Direito Público, Gladimir Chiele;
– o prefeito de Uruguaiana (RS), José Francisco Sanchotene Felice;
– o presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski; e
– o coordenador da Unidade de Desenvolvimento e Meio Ambiente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Carlos Ferreira de Abreu Castro.

Com informações da Agência Câmara de Notícias.



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.