Greve
Atualizado em: 07/10/2013 - 9:07 pm

Bancários decidem manter greve

Bancários decidem manter greve

Os bancários decidiram, por unanimidade, manter a greve por tempo indeterminado em assembleia realizada na quadra dos bancários, nesta segunda-feira (7), em São Paulo.

Não!
Segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, cerca de mil pessoas votaram pela rejeição da proposta feita pela Fenaban (sindicato patronal) de reajuste salarial de 7,1%, ou seja, aproximadamente 1% de aumento real.

Greve
A greve completou 19 dias e, de acordo com balanço do sindicato, nesta segunda houve a paralisação de 608 locais de trabalho e a participação de cerca de 32 mil trabalhadores. O sindicato tem 2.835 agências bancárias em sua base. Durante todo o período de greve, o autoatendimento nos caixas eletrônicos continua funcionando normalmente.

Longa
A paralisação dos funcionários do setor financeiro pode ser a mais longa desde 2004, quando os bancários cruzaram os braços por 30 dias. No ano passado, os trabalhadores ficaram parados por nove dias e, em 2011, por 21 dias.

Reivindicações
Os bancários reivindicam, principalmente, reajuste salarial de 11,93% –sendo 5% de aumento real, maior participação sobre lucros e resultados e fim das exigências de mínimo de venda de produtos do banco por seus funcionários. Eles pedem também um piso salarial de R$ 2.860,21.



0 comentários







0 comentários
Topo | Home