Bastidores
Atualizado em: 01/09/2011 - 1:42 pm

Os professores da rede pública estadual e estudantes lotaram na manhã desta quinta-feira (1º) o hall de entrada do plenário da Assembleia Legislativa para protestar. Com faixas e palavras de ordem, os manifestantes reafirmaram críticas ao governador Cid Gomes.

Os educadores cobram o cumprimento do Piso Nacional do Magistério com respeito a  repercussão em todas as faixas da categoria. Com a chegada dos professores, o Batalhão de Choque da Polícia Militar foi acionado e o clima ficou tenso no local.

Acompanhe a galeria de fotos da manifestação:

Alunos
Os estudantes da rede pública estadual, que estão sem aulas há 27 dias, acompanharam a manifestação em apoio aos professores. Eles afirmaram que “enquanto os professores estiverem na rua, os alunos vão apoiar a luta”.

A sessão, em plenário,  da Assembleia Legislativa foi suspensa por causa da mobilização.

Pichação
Os manifestantes chegaram a pichar uma parede entre os gabinetes dos parlamentares. A representante do comando de greve, Nivânia Menezes justificou o ato afirmando que a conduta dos manifestantes, apesar de “lamentável”,  foi uma reação contra a presença do Batalhão de Choque.

Reinvindicações
A passagem de professores e estudantes pela Assembleia teve como objetivo principal garantir o apoio dos deputados estaduais para negociar com o Governador Cid Gomes a retirada do pedido de ilegalidade da greve. Os professores também cobram a realização de uma audência pública para discutir a educação no Ceará.

TAC
O presidente do sindicato Apeoc, Anízio Melo, propôs a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o sindicato e o governo do Estado para que os direitos estabelecidos na Lei do Piso Nacional do Magistério, com repercussão em toda a categoria.

A proposta foi discutida durante um encontro entre os deputados e uma comissão formada por professores, estudantes e sindicalistas.

Líder do Governo
O líder do governo na Assembleia, deputado Antônio Carlos (PT), disse, durante entrevista, que não poderia decidir sobre o pedido de ilegalidade da greve, mas prometeu levar a demanda da categoria a diante, numa tentativa de reabrir o canal de negociações.

Leia mais:
Veja imagens do protesto dos professores na AL
Professores em greve tentam entrar na Assembleia Legislativa e clima é tenso no local

 Acompanhe a reportagem exibida no Jornal Jangadeiro



12 comentários







12 comentários
Topo | Home


De Jesus | quinta-feira setembro 1 2011 | 13:55

O atual governo do Ceará criou milhares de cargos comissionados desnecessários para abrigar uma nefasta coalizão de partidos sedentos por cargos,torrando assim o dinheiro público; privilegiou algumas categorias do funcionalismo com altíssimos salários que estão entre os maiores do Brasil, categorias estas que pouco se identificam com a comunidade e deixou na miséria categorias como a dos professores que tem direitos constitucionais assegurados e é a categoria que mais se identifica com o povo. Essa coisa precisa ser resolvida, pois já está ficando insustentável. Os professores não vão aceitar ser enganado. Desde o início deste governo os professores vem sendo enganados e a sociedade já percebeu isso. Tá complicado.

Pedro Henrique | quinta-feira setembro 1 2011 | 14:07

Vejam só como é tratada a educação Básica em nosso estado.
È lamentável …

Eduardo | quinta-feira setembro 1 2011 | 14:29

As declarações ridículas do Governador, aliado a ação traiçoeira de anunciar abertura para uma possível negociação, mas ao mesmo tempo solicitando a ilegalidade da greve (concedida por um Desembargador a partir de critérios lastimáveis, que causaram indignação entre pais e alunos e sem ouvir o outro lado) acirraram os ânimos! Como confiar no Governador desta forma? Por outro lado, a maioria dos srs Deputados (com honrosas exceções) parecem ficar indiferentes ou o que é piod, se posicionam contra os professores e alunos! Até a mesmo a força ameaça ser utilizada! O Governador Cid Gomes, grande responsável por toda essa situação, pretende se fastar dos problemas (mais uma viagem!), ao invés de reverter a situação abrindo uma negociação real e retirando seu pedido de ilegalidade!

danilo | quinta-feira setembro 1 2011 | 16:10

Você conseguiu sintetizar bem o que aconteceu hoje no nosso protesto. Vale lembrar que esse foi o segundo protesto forte que professores e alunos realizaram nesta greve. Impossível fechar os olhos e fazer de conta que nada está acontecendo. Que tudo isso não seja esquecido nas proximas eleiçoes, quando tanto a prefeita quanto o governador, lançarão seu(s) candidato(s)!

estudante | quinta-feira setembro 1 2011 | 18:16

o ato da “lastimável” pixação não aconteceu por conta da truculência do batalhão de choque, foi principalmente um protesto ao descaso com a educação!

priscila | quinta-feira setembro 1 2011 | 18:20

o ato da pixação não foi lastimável, lastimável foi a forma como a educação está sendo tratada!

priscila | quinta-feira setembro 1 2011 | 18:31

é a forma*

Mara | quinta-feira setembro 1 2011 | 19:24

Por que não comentam a respeito das agressões que alunos e professores sofreram dentro da Assembléia Legislativa???

Mara | quinta-feira setembro 1 2011 | 19:28

As agressões não foram realizadas pelo pelo Batalhão de Choque, mas pelos policias que estavam no local antes do Choque chegar.

SOBRAL | quinta-feira setembro 1 2011 | 20:46

Os deputados, com raras excessões, tem feito um desserviço ao povo cearense. pois todos os desmandos desse governador ditador são apoiados por essa corja q se diz representar o povo. Me pergunto pelo Deputado PROFESSOR TEODORO q levanta a bandeira da educação mas NADA faz de concreto pela mesma é só bla bla bla.

Targino Magalhães | sexta-feira setembro 2 2011 | 00:24

A REPRESSÂO MILITAR AOS ENTES DO POVO É A CONFIRMAÇÃO DA INSTAURAÇÃO DA REPÚBLICA DESPÓTICA DO CEARÁ.
A DITADURA nasce das mãos dos SOCIALISTAS que tanto a combateram
É HORA DA EXTREMA DIREITA REVETER ESTA SITUAÇÂO e colocar esses SOCIALICOS no seu devido lugar;
CUBA ao lado de FIDEL!!!!

jaime | terça-feira outubro 4 2011 | 20:12

nada a ver pixa a sebleia e coisa pra vacubudo e nao para edicador