Nacional
Atualizado em: 02/06/2011 - 4:55 pm

Parlamentares e policiais discutiram o tema em audiência da Comissão de Segurança Pública. Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara.

A Câmara Federal vai instalar na próxima semana uma comissão especial para analisar propostas sobre qualificação e carreiras policiais, entre elas as PECs 300/08 e 446/09, que estabelecem piso salarial nacional para policiais e bombeiros.

Anúncio
O anúncio foi feito pelo presidente da Câmara, Marco Maia, na última terça-feira (31) quando policiais de vários estados estiveram em Brasília para pedir a inclusão das propostas na pauta do Plenário.

Debate
O assunto também foi discutido em audiência pública da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado e por integrantes da Frente Parlamentar em Defesa da PEC 300, instalada hoje.

Propostas
As duas propostas, que tramitam em conjunto, foram aprovadas em primeiro turno em março do ano passado. O texto aprovado – uma emenda assinada por vários partidos – cria o piso e estabelece um prazo de 180 dias para o Executivo definir o valor.

Nesse período, será adotado um piso transitório de R$ 3,5 mil para os policiais de menor graduação (soldados, no caso da PM) e de R$ 7 mil para os oficiais do menor posto.

Especial
A proposta de criação de uma nova comissão especial dividiu os participantes da audiência. Para o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), esse é o caminho a ser percorrido, pois nada é votado na Casa sem acordo. Segundo ele, “a comissão para discutir as PECs da segurança pública só não foi instalada ainda porque o PT e o PSDB não indicaram seus representantes”.

Retomada
O líder do DEM, deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), argumenta que o regimento da Câmara e a Constituição são claros. “A PEC já foi aprovada em primeiro turno e o processo de votação tem de ser retomado do lugar de onde parou.”

Votação
O gestor da Associação Beneficente dos Servidores Militares de Sergipe, sargento Edgard Menezes Silva Filho, também defende a votação imediata da proposta.

“Se eu tiver que perder, quero perder na votação, mas não porque alguém me tirou o direito de ter meu pleito apreciado em Plenário”, argumentou.

Com informações da Agência Câmara de Notícias.



5 comentários







5 comentários
Topo | Home


luiz carlos | sexta-feira junho 3 2011 | 13:03

essa medida é de grande importancia,pois os policiais exercem um trabalho de risci de vida e merecem ser melhor remunerados…

antao ribeiro da silva | quarta-feira junho 15 2011 | 23:52

os polisiais de todo o brasil meresem ter um salario digino porque eles corem muito risco de vida

Eliane | terça-feira julho 5 2011 | 09:35

ESSA HITÓRIA DE CRIAR OUTRA COMISSÃO PRA ANALISAR… ISSO É UMA MANOBRA PRA EMPURRAR COM A BARRIGA UMA DECISAÕ FINAL. A PEC JÁ FOI MAIS QUE ANALISADA, JÁ FOI VOTADA EM PRIMEIRO TURNO, AGORA É SÓ CONTINUAR O PROCESSO.
HÁ FAMÍLIAS SOFRENDO COM UM SALÁRIO DE MISÉRIA NO RJ, O GOVERNADOR DAQUI NÃO VAI FAZER NADA! O QUE OS DEPUTADOS ESTÃO ESPERANDO? QUE ACONTEÇA COISA PIOR POR AQUI? QUEM PASSA NECESSIDADE TEM PRESSA E TEM DISPOSIÇÃO PRA IR ÁS ÚLTIMAS CONSEQUÊNCIAS PELA SOBREVIVÊNCIA. CUIDADO CONGRESSO!

Eliane | terça-feira julho 5 2011 | 09:46

O MATADOR DA ESCOLA EM REALENGO NO RJ, NÃO SE TRANSFORMOU NESSE MONSTRO DA NOITE PARA O DIA, MAS ELE FOI UMA CONSTRUÇÃO SOCIAL. NEM TODOS CONSEGUEM PASSAR POR MASSACRES EMOCIONAIS E PSICOLÓGICOS E PERMANECER SAUDÁVEIS. OS BOMBEIROS DO RJ, VIVEM HÁ ANOS UMA SITUAÇÃO DE MASSACRE EMOCIONAL E PSICOLÓGICO, MUITOS TÊM APRESENTADO PROBLEMAS COM ALCOOLISMO E DEPRESSÃO. ELES VÊEM SEUS FILHOS PADECER NECESSIDADES DIA APÓS DIA, E ASSISTEM INDEFESOS OS DEPUTADOS AUMENTAREM SEUS PRÓPRIOS SALÁRIOS EM ATÉ 60% ÁS VEZES NA CALADA DA NOITE, COMO JÁ CONTECEU. ACABAM OS DE VER ACONTECER EM SP, 250% DE AUMENTO PARA OS SECRETÁRIOS DO KASSAB. O QUE OS DEPUTADOS ESTÃO ESPERANDO?

Eliane | terça-feira julho 5 2011 | 09:57

O GOVERNADOR DO RIO, SÉRGIO CABRAL, COM A CLARA INTENÇÃO DE COMPRAR A FIDELIDADE DA POLÍCIA, ANUNCIOU O AUMENTO DA GRATIFICAÇÃO QUE PASSARÁ DE 500 REAIS PARA DOIS MIL, VARIANDO ATÉ SEIS MIL, MAS O QUE A IMPRENSA NÃO FALA É QUE OS 500 REAIS INICIAIS PROMETIDOS, NÃO ESTAVAM SENDO PAGOS HÁ 5 MESES. QUANDO O POLICIAL SAI EM FÉRIAS OU LICENÇA, QUANDO SE MACHUCAM OU SE APOSENTAM, PERDE A INDECENTE GRATIFICAÇÃO.
O POLICIAL ATINGIDO POR UMA GRANADA, ATIRADA POR BANDIDOS CONTRA ELE, NO MORRO DA COROA, PERDEU UMA PERNA E CORRE O RISCO DE PERDER A OUTRA PERNA E A VIDA, NÃO VAI LEVAR PRA CASA A GRATIFICAÇÃO, SE ELE ESCAPAR COM VIDA, VAI FICAR COM O SALÁRIO DE 950 REAIS. SERÁ QUE O CONGRESSO NACIONAL NÃO SE ENVERGONHA, DE CONDUZIR O PAÍS DESSA FORMA? ONDE UM GOVERNADOR TIRANO TEM A LIBERDADE DE ESCRAVIZAR HOMENS DE BEM, DE HUMILHAR A ELES E ÁS SUAS FAMÍLIAS DE FORMA TÃO DESUMANA?