Nordeste
Atualizado em: 21/06/2016 - 4:34 pm

Camilo defende união dos estados para fortalecer desenvolvimento do NE. Foto: Carlos Gibaja

Camilo defende união dos estados para fortalecer desenvolvimento do NE. Foto: Carlos Gibaja

O governador Camilo Santana participou, na manhã desta terça-feira (21), na sede do Banco do Nordeste, do fórum “Nordeste 2030 – Desafios e Caminhos para o Desenvolvimento Sustentável”, promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

No encontro, governadores de todos os estados do Nordeste debateram ações sistemáticas para a implantação de políticas públicas a partir de uma visão de longo prazo, competitividade e produtividade da região.

União
O chefe do Executivo cearense destacou a importância da união entre os estados para o fortalecimento da região. “Quero parabenizar ao TCU por essa iniciativa de diálogo, para discutirmos os rumos da região Nordeste. Há uma disparidade muito grande entre população e PIB, se comparado com outras regiões. O Nordeste representa cerca de 28% da população do país, mas o PIB não é nem a metade desse percentual. Isso é um grande desafio, em meio a uma crise política sem precedentes, uma crise hídrica. Nós temos talvez o maior fórum de governadores do Brasil, já foram realizados vários encontros, para criarmos ações para fortalecer a região, pois sozinhos não vamos conseguir”, disse.

Fórum
O vice-presidente do Tribunal de Contas da União, ministro Raimundo Carreiro, também reforçou a necessidade de um fórum para a definição de uma agenda de medidas estratégicas com o objetivo de produzir um relatório trazendo um panorama dos principais desafios a serem superados em cada estado.

“É uma honra estar aqui em Fortaleza para um diálogo público. Para mim, como nordestino, é motivo de orgulho compartilhar com as mais altas autoridades do Nordeste o tema sustentabilidade, principalmente no contexto atual, em que cabe a nós a humildade para debates. Desde 2013, centenas de relatórios sistêmicos foram elaborados pelo TCU, com assuntos entre saúde, educação, cultura, tecnologia, entre outros. Importante agradecer também a parceria com os Tribunais de Contas dos estados. O TCU está à disposições para discutir as ações para o Nordeste”, disse.

Governadores
O evento contou com a presença dos governadores dos outros oito estados do Nordeste: Rui Costa dos Santos (Bahia), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), Jackson Barreto (Sergipe), Renan Calheiros Filho (Alagoas), Ricardo Coutinho (Paraíba), Robinson Faria (Rio Grande do Norte) e Flávio Dino (Maranhão).

Além dos ministros do TCU José Múcio Monteiro, Augusto Nardes, Benjamin Zymler e o ministro substituto Marcos Bemquerer; do secretário da Fazenda do Ceará, Mauro Filho; do secretário do Planejamento, Hugo Figueirêdo; de representantes do Banco Mundial, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão, Consultoria Econômica e Planejamento (Ceplan) e Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec).

Nordeste 2030
A primeira parte do evento teve o tema “Antecipando o Futuro a partir de uma Visão de Longo Prazo” e tratou, entre outros assuntos, do estado inteligente, economia do conhecimento, importância do planejamento de longo prazo em prol de resultados e análise e acompanhamento de riscos.

A “Competitividade e Produtividade da Região Nordeste” foi o tópico seguinte, que abordou a infraestrutura, a educação e a inovação como vias para aumento de produtividade e competitividade. Já o terceiro painel abordou o tema “Reconstruindo a Confiança no Setor Público para a Implantação de Políticas Públicas Prioritárias em prol do Desenvolvimento Sustentável”.

Sustentável
Na segunda parte do evento, foi debatido o tema “Financiamento do Desenvolvimento Regional, Sustentabilidade Fiscal e Visão Integrada dos Entes Federativos”. Por último, foram apresentados “Desafios e Possíveis Soluções para o Desenvolvimento Sustentável do Nordeste”. Nesse tema, foi debatida a forma com que cada organização, seja pública ou privada, pode atuar na promoção do desenvolvimento sustentável do Nordeste.

Com informações da Assessoria



0 comentários







0 comentários
Topo | Home