Eleições 2014
Atualizado em: 26/11/2014 - 8:03 am

Candidatos ao governo do Ceará gastaram R$ 103 milhões

Candidatos ao governo do Ceará gastaram R$ 103 milhões

A Justiça Eleitoral divulgou a prestação de contas dos candidatos que disputaram as eleições de 2014. De acordo com os dados disponibilizados no site do Tribunal Superior Eleitoral, juntos, os quatro candidatos que concorreram à sucessão estadual gastaram R$ 103.452.124,07.  Já a arrecadação dos quatro postulantes foi de R$ 91.326.728,88.

As informações foram divulgadas no último dia do prazo para a prestação de contas, conforme determinava o calendário eleitoral, encerrado ontem.

Camilo Santana
O candidato do PT, Camilo Santana, que saiu vitorioso da disputa em segundo turno, declarou receitas no valor total de R$39.921.772,68. Entre os doadores, estão empresas de calçados, de alimentos, construtoras e empresários. A construtora Marquise, por exemplo, doou cerca de R$ 3 milhões, somadas as diferentes transferências eletrônicas. Já a empresa SP Indústria e Distribuidora de Petróleo S.A. fez, em uma única transferência, a doação de R$ 3 milhões à campanha petista. A empresa JBS S/A, mais conhecida como Friboi, ultrapassou os R$ 4 milhões em contribuições à campanha de Camilo.

Já os gastos foram de R$ 51.060.437,44. As maiores despesas declaradas dizem respeito a “atividades de militância e mobilização de rua”, “publicidade em carro de som” e a “produção de jingles, vinhetas e slogans”.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de Camilo Santana para saber como será paga a diferença entre os valores arrecadados e gastos, da ordem de R$11.138.664,80, e foi “orientada” a ligar para a direção do Pros, mas as chamadas do telefone celular não foram atendidas.

Eunício Oliveira
O candidato do PMDB, senador Eunício Oliveira, declarou um total de receitas de R$ 49.277.410,12. Com uma única exceção, todas as doações foram repassadas pelo “Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador “ não constando da prestação de contas as informações sobre os “doadores originários”.

único “doador originário” declarado junto à Justiça Eleitoral foi a construtora OAS S/A que fez contribuição, em cheque, de R$ 4 milhões.

Os gastos declarados pela campanha de Eunício somam R$ 49.275.310,04. As principais despesas dizem respeito a “atividades de militância e mobilização de rua” e a “baixa de recursos estimáveis em dinheiro”.

Primeiro turno
Os outros dois candidatos que disputaram o primeiro turno já haviam, conforme prevê a legislação, realizado a prestação de contas. Segundo dados declarados à Justiça Eleitoral, Eliane Novais (PSB) arrecadou R$ 2.065.069,08 e gastou R$ 3.054.560,66. Já Ailton Lopes (Psol) arrecadou R$ 62.477,00 e gastou R$ 61.815,93. 



0 comentários







0 comentários
Topo | Home