Ceará
Atualizado em: 08/05/2012 - 4:15 pm

Heitor Férrer (PDT) diz que vai ingressar na Justiça contra Promus e cobra manifestação da ALEC sobre caso

O deputado Heitor Férrer (PDT) disse, durante pronunciamento nesta terça-feira (08/05) na Assembleia Legislativa, que ingressará na Justiça para que a empresa Promus prove que atuação dele no caso dos consignados para servidores estaduais foi ilegal. O parlamentar afirmou que, em uma nota de esclarecimento publicada nos jornais da cidade, a Promus acusou Heitor Férrer de ser “porta-voz de interesses empresariais contrariados”, e de ter levado à tribuna acusação falsa sobre pagamento de propina para favorecimento da Promus.

Leia aqui:
Férrer diz que assessor do Bradesco recebia propina da empresa do genro de Arialdo Pinho 

Caso consignados: Em nota, Promus diz que e-mails são falsos

Tirando o foco?
Para o deputado, a nota tenta tirar o foco das irregularidades envolvendo os consignados. “Ilegal e imoral é esse cidadão da Promus comparecer ao Ministério Público e dizer que ganha por mês R$ 2,7 milhões com os empréstimos. Isso sim é que é conduta reprovável. Ele ganha milhões sem nenhum esforço e às custas do endividamento do servidor público”, criticou.

Fonte
Heitor Férrer disse ainda que a denúncia do pagamento de propina não veio de documentos fornecidos por Augusto Borges, da Bom Crédito, como informa a nota.

ALEC
Além da ação na Justiça Comum, o deputado quer uma posição oficial da Assembleia Legislativa sobre as declarações da Promus e, para isso, encaminhou ofícios à Mesa Diretora e ao procurador parlamentar, Dedé Teixeira (PT). “A declaração do empresário de que estou acobertando ilegalidade agride o Parlamento do Ceará e quer cercear o direito de cada um dos deputados de vir à tribuna dizer o que entendemos como verdade nossa”, afirmou.

Saiba mais:
Férrer denuncia que Genro de Arialdo Pinho, secretário do governo Cid, opera esquema de consignado no CE  
Consignados: Servidores públicos estaduais querem investigação de empréstimos
   

Denúncia sobre Sistema dos Consignados repercute entre servidores e deputados
Servidores estaduais denunciam juros abusivos de empréstimos consignados  

Polêmica
Em aparte, o deputado Lula Morais (PCdoB) disse que é preciso cuidado com o recebimento de denúncias sem autoria. Welington Landim (PSB) afirmou que é solidário a Heitor Férrer quando ele é atacado em sua atuação parlamentar. Augustinho Moreira (PV) destacou a probidade do colega parlamentar e disse esperar a perícia dos emails para comprovar ou não a veracidade das informações.

Com informações da AL



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.