Ceará
Atualizado em: 21/06/2013 - 3:15 pm

Cid Gomes defende manifestações e diz que "o povo aprendeu" que é possível fazer mais

Cid Gomes defende manifestações e diz que “o povo aprendeu” que é possível fazer mais

O governador Cid Gomes defendeu as manifestações populares promovidas nos últimos dias, em diferentes estados brasileiros e propôs a elaboração de uma matriz de responsabilidade, nos moldes da apresentada para a Copa do Mundo, para ações nas diversas áreas de governo.“Eu arrisco aí uma opinião. Eu acho que os brasileiros, meio que na emoção e no instinto, perceberam que quando a gente quer, quando a gente se organiza e planeja, a gente consegue realizar aquilo que a gente idealizou e a Copa do Mundo é meio que uma referência disso”, enfatizou.

 As declarações foram feitas durante evento de divulgação do PAIC, no Centro de Feiras e Eventos, nesta sexta-feira (21).

O povo aprendeu
Para o governador, a construção de estádios e das obras de mobilidade urbana mostraram ao país que é possível promover grandes transformações quando os gestores trabalham com foco e planejamento. Cid disse que “o povo aprendeu” e agora cobra que esse planejamento seja utilizado em outras áreas, sobretudo, na Saúde e na Educação.

“O que eles [os manifestantes] estão dizendo aí é que se os governos e as prefeituras tiveram capacidade de fazer os estádios, porque que a gente não melhora a educação, a saúde, a segurança pública? Essa energia toda, não tem nada mais valioso no sentido de desejável. E é importante que nós educadores e homens públicos compreendamos que é nosso papel ajudar no sentido de que essa energia encontre um rumo e qual vai ser o nosso objetivo”, disse.

Dilma
O governador também revelou ter conversado por telefone com a presidente Dilma Rousseff, na quinta-feira (21), sobre a onda de protestos no Brasil. Aos jornalistas, Cid disse que Dilma estava em estado de “perplexidade”. Ele ainda afirmou ter sugerido à presidente da República, que convoque uma reunião com prefeitos e governadores com o objetivo de canalizar a energia das ruas para um projeto de transformação do país.

Chamamento
Antes, em discurso para a plateia de professores da rede pública estadual, Cid Gomes conclamou os educadores a ajudarem na mobilização que a sociedade cobra, através das manifestações, conversando com alunos e promovendo o debate em escolas e sindicatos.“Ajudem, conversem com seus alunos e vamos procurar ver se a gente faz desse limão uma limonada. Vamos ver se a gente reúne grupos nas escolas para melhorar a educação; nas universidades, pra ver como a gente supera o desafio da saúde. Vamos conversar com as pessoas que estão angustiadas com questão da insegurança, sobre como a gente melhora a Segurança. Vamos fazer isso de forma organizada e planejada para que a gente crie, no mais breve espaço de tempo, aproveitando toda essa motivação, a matriz da responsabilidade do Brasil do Futuro que nos queremos.”, defendeu.

Responsabilidade
Cid ainda disse avaliar que “paixão que a gente tem pelo futebol e pela vontade de se mostrar ao mundo com uma uma nação desenvolvida”, a maior parte dos brasileiros não é contra a Copa das Confederações.

Vandalismo
Sobre as ações de vandalismo registradas durante as manifestações, Cid Gomes disse que apenas um pequeno grupo está à frente de uma postura mais radical e que o próprio movimento vai tratar de depurar e separa o joio do trigo. Então vamos juntos para que todos, que temos responsabilidade de liderar, não permitamos que esse movimento possa descambar para o vandalismo e para a destruição do patrimônio público, porque é um patrimônio nosso construído com nosso suor”, conclamou.

Leia ainda:
Cid e Roberto Cláudio aparecem de surpresa em reunião de manifestantes com presidente da AL



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.