Economia
Atualizado em: 08/02/2018 - 6:34 pm

Danilo Serpa é o presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Foto: Tiago Stille

O governador Camilo Santana e o presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) receberam, nesta quinta-feira (8), do superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) no Ceará, Herbert Pessoa Lobo, a renovação da licença ambiental do Complexo para os próximos 10 anos. A assinatura se deu em reunião no Palácio da Abolição.

Para o governador, o documento marca o novo momento do equipamento cearense. “Agradeço ao Ibama pela liberação da licença ambiental para essa importante etapa de expansão do Porto. O Ceará vai atingir um novo patamar com relação à infraestrutura portuária. O nosso Estado estará entre as melhores opções do continente para novos empreendimentos e empresas que precisam de um porto moderno e seguro para o seu desenvolvimento”, disse o governador Camilo Santana.

HUB
De acordo com Danilo Serpa, presidente do CIPP, a renovação consolida o projeto de hub portuário estadual. “Este é mais um marco que consolida o Ceará como um hub de cargas no cenário nacional e internacional. É resultado de um trabalho desenvolvido com respeito e cuidado com o meio ambiente. O Porto do Pecém atende a todas as exigências do Ibama como os programas ambientais e os programas emergenciais”, afirma.

Operações
Com a atualização do certificado, os novos berços 7 e 8 do Porto podem operar toda e qualquer carga – até então, a movimentação era limitada a determinados tipos de carga. Para Serpa, a renovação é uma grande conquista que dá mais possibilidades de negócios e operações. “O prazo de renovação da licença deixa os nossos clientes e parceiros das linhas de navegação mais tranquilos e confiantes por saberem que no Pecém é possível operar todos os tipos de carga nos oitos berços. É toda nossa capacidade atual de operações à disposição do desenvolvimento econômico do Ceará”, afirma.

Resultados
Em janeiro deste ano o Porto do Pecém movimentou 1,4 milhão de tonelada, marca 8% acima do mesmo período de 2017. O ano passado foi o melhor da história do Porto, que fechou 2017 com crescimento na movimentação de cargas de 41%, equivalente ao faturamento bruto da ordem de R$ 144 milhões e um crescimento financeiro de 62,2% em relação ao de 2016.

Com informações da Assessoria



0 comentários







0 comentários
Topo | Home