Tribunais
Atualizado em: 09/08/2011 - 8:01 am

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) traçou um mapa da corrupção na justiça brasileira. O poder judiciário convive, há tempos, com casos de desvio de verbas, vendas de sentenças, contratos irregulares, nepotismo e criação de entidades vinculadas aos juízes para administrar verbas de tribunais.

Todos os estados do país foram investigados. No Ceará, a Justiça local contratou advogados para trabalhar no Tribunal de Justiça (TJ). Ou seja, é como ter agentes interessados em casos de seus clientes diretamente vinculados a quem vai julgá-los. Ao todo, 21 profissionais liberais trabalharam no TJ de Fortaleza e custaram R$ 370 mil aos cofres do Estado.

Das 3,5 mil investigações em curso no CNJ, pelo menos 630 envolvem magistrados. Entre abril de 2008 até dezembro de 2010, o Conselho condenou juízes em 45 oportunidades. Em 21 deles, foi aplicada a pena máxima: o juiz é aposentado, mas recebe salário integral. Simplesmente, para de trabalhar.

Da Redação do Jangadeiro Online



0 comentários







0 comentários
Topo | Home