Câmara dos Deputados
Atualizado em: 24/10/2011 - 8:34 pm

Secretária Extraordinária para Superação da Extrema Pobreza, Ana Fonseca

O Plano Brasil Sem Miséria foi discutido pela Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa  na tarde desta segunda-feira (24).  A audiência pública contou com a presença da titular da Secretária Extraordinária para Superação da Extrema Pobreza, Ana Fonseca.

“Ana explicou que o Brasil sem Miséria é acima de tudo um plano de equidade, pois, segundo ela, não basta que as coisas sejam universais. O Bolsa Família é um programa universal. Porém, as 13 milhões de famílias beneficiadas por ele possuem diferentes composições, com realidades e necessidades diferentes”, salientou o deputado Lula Morais (PCdoB).

Referindo-se ao Nordeste, a secretária informou que 28% da população brasileira é composta por nordestinos e 59% vivem na extrema pobreza.

“Temos o grande desafio de compreender que cada indivíduo é portador de direitos e o Estado tem que receber bem a todos. Os programas existentes devem confluir para retirar essas 16,2 milhões de pessoas da extrema pobreza”, afirmou Ana.

Leia mais:
AL promove seminário de apresentação do Brasil sem Miséria
Governo anuncia ampliação do Bolsa Família nesta segunda

Com informações da Assembleia Legislativa



0 comentários







0 comentários
Topo | Home