Congresso, Corrupção
Atualizado em: 13/07/2011 - 7:01 pm

Valdemar Costa Neto. Foto: Agência Câmara

O Psol e o PPS apresentaram na tarde desta quarta-feira (13) uma representação no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara federal contra o deputado Valdemar Costa Neto (PR/SP). Os dois partidos pedem que se investigue a atuação de Valdemar e de pessoas de sua confiança no Ministério dos Transportes e em outros postos do governo federal.

A representação se baseia em reportagens publicadas pelas revistas IstoÉ e Veja com denúncias de corrupção no ministério, cuja gestão é exercida pelo PR.

Leia ainda: ISTOÉ revela: “As negociatas do ministro Nascimento”

No texto, os partidos afirmam que as graves denúncias, além de constituírem indícios da prática de atividades ilícitas, caracterizam atitudes que desprestigiariam a Câmara dos Deputados e os seus membros.

A representação é assinada pelos presidentes do Psol, Afrânio Boppré, e do PPS, deputado Roberto Freire (SP).

E mais
Vale lembrar que imagens obtidas pela revista IstoÉ comprovam que o “mensaleiro” Valdemar Costa Neto faz os acordos para desviar verbas públicas usando o orçamento do ministério dos Transportes.

O deputado Valdemar Costa Neto também é réu no processo do Mensalão. Ele é acusado de receber R$ 11 milhões do publicitário Marcos Valério. Na época, o parlamentar renunciou do mandato para escapar da cassação.

Com a Agência Câmara de Notícias.



0 comentários







0 comentários
Topo | Home