ALEC, Denúncia
Atualizado em: 18/10/2011 - 4:32 pm

Deputado Heitor Férrer: Arquivo

O deputado Heitor Férrer (PDT) consultou as informações no registro.br, um site de marcas e patentes das páginas brasileiras na internet. Os registros mostram que o domínio do cartão Único tem como responsável, Luiz Antonio Ribeiro Valadares de Sousa, que é o genro do secretário Chefe da Casa Civil do governo do Ceará, Arialdo Pinho.

A empresa ABC venceu a licitação para gerenciar o sistema de empréstimos consignados aos servidores do Estado mas, segundo a denúncia, é o genro do secretário Arialdo Pinho que comanda todo o processo através da empresa Promus, que é de propriedade de Valadares. A cada empréstimo, Antonio Ribeiro Valadares e seus sócios receberiam 19% de comissão.

Saiba mais:
Férrer denuncia que Genro de Arialdo Pinho, secretário do governo Cid, opera esquema de consignado no CE 
Consignados: Servidores públicos estaduais querem investigação de empréstimos 
Denúncia sobre Sistema dos Consignados repercute entre servidores e deputados 
Servidores estaduais denunciam juros abusivos de empréstimos consignados 

CPI
A informação sobre o domínio do site na internet, levada à Tribuna nesta terça-feira (18) pelo deputado Heitor Férrer, chamou a atenção de outros parlamentares que já falam em CPI para investigar o caso.

Ao defender a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito, o deputado Augustinho Moreira (PV) cobrou explicações do governador Cid Gomes. O parlamentar afirmou que, caso Cid Gomes não se pronuncie, vai prevalecer o sentimento de que “este governo é feito para os amigos”.

Requentada
Os aliados do governador Cid Gomes rebateram as denúncias. O líder do governo na Assembleia, deputado Antonio Carlos (PT), disse que as afirmações dos parlamentares de oposição não passam de denúncias “requentadas”.

“Comissão”
Mas a oposição já elabora um pedido oficial de informações que será encaminhado ao Bradesco e à Caixa Econômica Federal dois únicos bancos autorizados a conceder empréstimos descontados em folha de pagamento dos servidores públicos do Ceará. Os parlamentares querem saber quanto esses bancos pagaram de comissão às empresas que operam o crédito consignado para os servidores.

Os deputados também afirmam não ter dúvidas de que houve tráfico de influência para beneficiar o genro do secretário Chefe da Casa Civil, Arialdo Pinho.

“Essas informações são um xeque-mate. O deputado Heitor Férrer mostra que não existe mais como esconder, esse esquema que tira dinheiro dos servidores beneficia diretamente o genro do senhor Arialdo Pinho”, disse o deputado Roberto Mesquita.

Arialdo
A produção da TV Jangadeiro entrou em contato com o secretário Arialdo Pinho, através da Assessoria de Comunicação do governo do Estado, mas até o momento não obteve resposta sobre as denúncias.

Assista à matéria do Jornal Jangadeiro:



2 comentários







2 comentários
Topo | Home


JUNIOR | terça-feira outubro 18 2011 | 18:32

OS DEPUTADOS NÃO VÃO TOMAR NENHUMA ATITUDE. TODOS COMPRADOS PELO GOVERNO! É VERGONHOSO O QUE ACONTECE NO ESTADO DO CEARÁ!

rabelo | terça-feira outubro 18 2011 | 20:40

Se verdade for,e parece ser,pois contra fatos nunca haverá argumentos,o negócio é da china,pois alguém tirar ganhos com proveitos,dos que estão na de pindura,é algo terrível.Ricos roubando pobres aperreados é triste.