Protesto
Atualizado em: 22/08/2013 - 4:19 pm

CPI dos Ônibus no Rio tem briga de manifestantes e sapatada em vereador. Foto: Portal Uol

CPI dos Ônibus no Rio tem briga de manifestantes e sapatada em vereador. Foto: Portal Uol

Pelo menos cem manifestantes ocuparam as galerias da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro nesta quinta-feira (22), para o início da primeira audiência da CPI dos Ônibus — que terá os depoimentos de três pessoas, entre as quais o atual secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório.

Manifestantes contra e a favor do presidente da comissão, Chiquinho Barazão (PMDB), chegaram a trocar agressões do lado de fora da Casa. Uma mulher jogou um tênis no vereador Renato Moura (PTC), mas atingiu apenas a cadeira onde ele estava sentado e foi retirada do local.

Divisão
As galerias da Câmara foram divididas entre manifestantes contrários aos membros escolhidos para a CPI de um lado e, do outro, eleitores do vereador Chiquinho Brazão. Eles duelaram para ver quem gritava mais. Sempre que um lado puxava o coro, o outro respondia imediatamente.

Agressão
Quando o grupo que apoia a CPI saía da Câmara, um dos integrantes agrediu um cinegrafista amador, gerando revolta nos manifestantes. Houve discussão seguida de agressão física na frente da Câmara, e pelo menos uma pessoa ficou ferida. Um cinegrafista da BandNews levou um chute nas costas de um ativista “black bloc”, que gritava “Globo não!”.

Sete dos apoiadores de Brazão tiveram que fugir e se abrigaram em um prédio na rua Evaristo da Veiga. Eles precisaram da ajuda de policiais militares para sair do local, enquanto manifestantes jogavam pedras e paus. Todos foram levados em viaturas, e um integrante do blck bloc foi detido.

Barata
Dentro da Câmara, os manifestantes cantam e gritam palavras de ordem contra o presidente da CPI, que pertence à base governista, e contra o empresário Jacob Barata, considerado “Rei do Ônibus”. Alguns jovens estão fantasiados de baratas em alusão ao nome do empresário.

CPI
A comissão investiga irregularidades na licitação das linhas de ônibus que operam na cidade, realizada em 2010. Osório e o seu antecessor, Alexandre Sansão, chegaram à Câmara por volta das 7h45. O terceiro depoente de hoje é o gerente de planejamento da CET-Rio (Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio), Helio Borges, que presidiu a Comissão de Licitação dos Ônibus em 2010.

Com informações do Portal Uol



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.