Bastidores, Eleições 2014
Atualizado em: 12/08/2013 - 11:20 am

No Ceará, o secretário Mauro Filho está entre os preferidos de Cid e Ciro Gomes

No Ceará, o secretário Mauro Filho está entre os preferidos de Cid e Ciro Gomes

Governadores do Nordeste, em final de segundo mandato, preparam quadros técnicos como seus possíveis candidatos à sucessão em 2014. A expectativa é seguir a estratégia do ex-presidente Lula, quando lançou a presidente Dilma Rousseff na corrida ao Planalto e Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo. A informação é da Folha.com.

No Ceará
Aqui Ceará, segundo a reportagem, a opção do governador Cid Gomes (PSB) seria o secretário da Fazenda, Mauro Filho (PSB). Economista e deputado estadual em sexto mandato, ele é considerado internamente um dos técnicos mais qualificados do secretariado.

“Maurim”
Mauro Filho é próximo ao ex-ministro Ciro Gomes (PSB), de quem foi secretário na Prefeitura de Fortaleza e no governo do Ceará. O secretário tem acompanhado o governador em agendas sem relação direta com sua área, como em inauguração de hospitais e atos de liberação de recursos para abastecimento de água.

Sem rival
Para o cientista político David Fleischer, da Universidade de Brasília, a indicação de técnicos à sucessão facilita o eventual retorno de um governador ao cargo. “Eles não querem nenhum político que possa se tornar rival”, diz Fleischer.

Outros estados
Assim como Ceará, outros estados estariam trabalhando tal façanha. Na Bahia, o PT trabalha para que pré-candidatos do partido saiam de campo em favor de Rui Costa. Chefe da Casa Civil de Jaques Wagner (PT), ele sempre foi o preferido do governador e passou a participar de inaugurações e tocar projetos midiáticos do governo, como o metrô de Salvador e uma ferrovia de R$ 7,4 bilhões.

Em Pernambuco, a maioria das opções de Eduardo Campos (PSB) para a sucessão vem da área técnica do governo, com passagens pelo Tribunal de Contas local. Os secretários Tadeu Alencar (Casa Civil), Danilo Cabral (Cidades) e Paulo Câmara (Fazenda) foram auditores do TCE-PE. A única exceção é o vice-governador, João Lyra Neto (PDT), de malas prontas para a legenda de Campos.

Com informações da Folha.com



0 comentários







0 comentários
Topo | Home