Em Brasília
Atualizado em: 15/02/2012 - 2:34 pm

Plenário da Câmara Federal

A Câmara Federal deve debater possíveis mudanças na composição da Comissão de Ética Pública da Presidência da República, responsável por analisar a conduta de servidores, inclusive do primeiro escalão do governo. A oposição chegou a ameaçar obstruir as votações de nesta quarta-feira (15) como protesto contra as substituições.

Troca
Notícia publicada pelo site do jornal O Estado de S.Paulo dá conta de que a Presidência pretende trocar cinco dos sete integrantes do órgão no meio deste ano, quando terminam os mandatos. Essa ação seria uma resposta à presença da comissão na mídia, em casos que envolvem ministros.

O líder do DEM, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), prometeu apresentar projeto de lei para que o Congresso passe a indicar os integrantes da comissão.

Dever
A proposta recebeu apoio até de deputados da base de apoio ao governo, como o vice-líder do PMDB Eduardo Cunha (RJ). Para ele, a discussão sobre as indicações deve passar pelo Congresso, que tem o dever de fiscalizar o Executivo.

Poderes
O vice-líder do PDT Miro Teixeira (RJ) fez uma ressalva ao lembrar que talvez a Câmara não deva intervir num órgão interno da Presidência, mas admitiu discutir a proposta. “Só precisamos respeitar a separação entre os Poderes, porque não podemos impor ao Executivo uma comissão dessa natureza”, disse.

Com informações da Agência Câmara de Notícias.



Comment closed







Comment closed
Topo | Home


Comments are closed.