Em Brasília
Atualizado em: 05/07/2013 - 7:46 pm

O cearense José Guimarães é o líder do governo Dilma na Câmara

O cearense José Guimarães é o líder do governo Dilma na Câmara

Em reunião com a presidente Dilma Rousseff nesta sexta-feira (5), a coordenação da Bancada do PT na Câmara Federal reafirmou o apoio incondicional ao pacto proposto pela chefe de Estado para o enfrentamento de problemas do País, entre eles o plebiscito para a reforma política. A presidente ressaltou, na reunião, o compromisso com o combate à inflação e com o rigor fiscal.

Pedidos
Dilma apresentou dois pedidos aos parlamentares petistas, de acordo com o líder da Bancada, José Guimarães (CE): recompor a base e garantir a governabilidade, não aprovando projetos que comprometam o rigor fiscal que o momento impõe e manter um diálogo permanente com a sociedade. “Não podemos votar tudo aquilo que possa sinalizar um desequilíbrio fiscal do País”, disse o parlamentar.

Diálogo com aliados
Segundo o líder, é necessário “afinar a viola” com toda a base, para a votação de matérias de interesse estratégico, mas também para evitar outras que possam comprometer as contas públicas. “A presidente pediu apoio para nós ajudarmos na recomposição da base, principalmente, no diálogo com o PMDB”, resumiu Guimarães.

“Um novo tempo”
Na avaliação do líder, foi inaugurado “um novo tempo” na relação da Bancada com a presidente da República. Uma ação definida é que haverá, periodicamente, reuniões da coordenação do partido na Câmara com ministros do PT, para tratar tanto da agenda política como da implementação de ações que cheguem até à sociedade.

Combustível
As bandeiras levantadas recentemente por multidões que foram às ruas em cidades de todo o País, na expressão de Guimarães, são “combustível” para a presidente e para o PT darem impulso e aprofundar uma série de políticas públicas que têm transformado positivamente o Brasil.

“Expressamos à presidenta que o PT não tem medo das ruas, pois é um partido de origem popular e que surgiu das ruas. Temos de defender o legado do governo Lula e o que tem sido feito pelo governo atual. E é o que vamos fazer”, disse o líder do PT. Ele admitiu que a popularidade de Dilma caiu nas últimas semanas, mas caiu junto com a “de todos, como a de governadores, por exemplo”.



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.