Eleições 2014
Atualizado em: 24/07/2013 - 6:17 pm

Eduardo Campos "empareda" alas do PSB que insistem em apoiar Dilma

Eduardo Campos “empareda” alas do PSB que insistem em apoiar Dilma

O governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, deflagrou um movimento para emparedar alas do partido que ainda resistem a seu projeto de concorrer ao Planalto em 2014.

Motivação
Motivado pela queda brusca de popularidade da presidente Dilma Rousseff e por seu crescimento nas últimas pesquisas de intenção de votos, Campos ampliou o diálogo com diretórios defensores da reeleição de Dilma e com movimentos sociais que orbitam na área de influência do partido.

Lançamento de candidatura
No último sábado, discretamente, 200 dirigentes de movimentos sociais ligados ao PSB reuniram-se em Brasília e divulgaram nota de apoio candidatura de Campos. O aumento da adesão a Campos poderia antecipar o lançamento de uma pré-candidatura em setembro.

Nhém!
Vice-presidente nacional do PSB, Roberto Amaral é considerado o maior aliado de Dilma dentro do partido. O socialista se recusa a debater a candidatura própria do PSB. “Não é o momento. Vamos viver 2013 em 2013, e 2014 em 2014.” Para Amaral, a antecipação da candidatura de Campos teria impacto na reeleição de alguns governadores do PSB. “Nós temos uma meta muito importante e muito difícil que é renovar os nossos governos. É fundamental criar um clima de tranquilidade para as sucessões”, disse.

Ceará
Quem também faz coro em defesa de Dilma Rosseff é o governador Cid Gomes. Vale lembrar que, em diferentes oportunidades, o governador faz questão de ressaltar a parceria com o governo federal. Até o ex-ministro Ciro Gomes, que voltou a atacar os ministros de Dilma Rousseff, preserva a presidente, a quem considera “trabalhadora” e “decente”. Segundo ele, Dilma está “cercada de gente de quinta categoria pilotando e sentada na putaria (desculpe a má palavra!)”

Com informações da Agência Estado



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.