Ceará
Atualizado em: 08/08/2013 - 3:18 pm

Em votação, deputados rejeitam requerimento solicitando explicações de Ciro Gomes sobre milícias. Foto: Kézya Diniz

Em votação, deputados rejeitam requerimento solicitando explicações de Ciro Gomes sobre milícias. Foto: Kézya Diniz

O plenário da Assembleia Legislativa rejeitou, durante votação na manhã desta quinta-feira (08), o requerimento de autoria do deputado Heitor Férrer (PDT) que solicitava que o ex-ministro Ciro Gomes (PSB) fosse convidado para esclarecer as declarações sobre uma suposta milícia na Polícia Militar do Ceará.

Milícia
Recentemente, Ciro Gomes afirmou que existe na PM uma milícia atuando em afinidade com o narcotráfico e com bandidos. O grupo seria inclusive, conforme ele, responsável por listar potenciais vítimas de assaltos que causariam comoção na cidade. “Estamos achando um a um (os integrantes) dessa milícia e vamos cortar a cabeça dessa cobra”, afirmou Ciro.

Leia ainda:
Ciro denuncia “milícia” na Polícia do Ceará, chama Wagner de picareta e diz que “cabeças rolarão” em caso de greve
Capitão Wagner reage às declarações de Ciro Gomes sobre suposta “milícia” na Polícia Militar

“Politicagem”
O deputado Roberto Mesquita (PV) disse que, embora reconheça que qualquer informação neste momento venha atrapalhar as investigações, vai cobrar, da base do governo, as informações sobre o assunto. Segundo destacou, Ciro Gomes usou uma “dose cavalar” motivado pela “politicagem”, apontando o vereador Capitão Wagner como líder do esquema.

Base
O líder do Governo, deputado José Sarto (PSB), rebateu os argumentos e acredita que o secretário de Segurança Pública, coronel Francisco Bezerra, já esclareceu as falas do ex-ministro Ciro Gomes, inclusive recepcionando as denúncias e cobrando investigações das instâncias superiores.



1 comentário







1 comentário
Topo | Home


Liz Almeida | quinta-feira agosto 8 2013 | 19:01

Que asco dessa assembléia legislativa cearense.

É uma vergonha para o Ceará.

Espero que no próximo ano o povo acorde, e renove essa Casa.






You must be logged in to post a comment.