Eleições 2018
Atualizado em: 28/10/2018 - 3:26 pm

Eunício diz que fará “política partidária” e defende MDB independente

“Precisamos conciliar o Brasil e fortalecer a nossa democracia”. A declaração é do senador Eunício Oliveira (MDB-CE), presidente do Senado, compartilhada no momento em que ele foi votar no segundo turno das eleições presidenciais, na manhã deste domingo.

Eleitor de Haddad, o parlamentar disse que a busca pela conciliação deve ser o primeiro ato do presidente eleito, independente de quem seja o vencedor.

Eunício, que votou acompanhado da esposa  Mônica Oliveira, no Náutico Atlético Cearense, em Fortaleza, disse que seu apoio a Haddad é posição tomada desde o primeiro turno. “Não mudo de camisa no meio do jogo, não traio ou mudo de lado por conveniência. Encerrando as eleições, temos que pensar no Brasil”, ressaltou.

Segundo Eunício, é preciso que o clima de acirramento seja arrefecido com muito diálogo em prol do desenvolvimento social e econômico do país.

Política
Sobre a perspectiva de atuação para o próximo ano, Eunício afirmou que vai fazer “política partidária e ajudar, com sua experiência de 20 anos de vida pública, todos os que quiserem fazer o bem pelo Ceará, pelo Nordeste e pelo Brasil”.

Independente
Quanto ao MDB, ele defendeu que o partido tome uma posição de independência, quaisquer que sejam os resultados da disputa presidencial, e faça política fora do Governo, discutindo e propondo soluções para os desafios do Brasil.



0 comentários







0 comentários
Topo | Home