Ceará, Greve
Atualizado em: 16/10/2013 - 6:21 am

Fim da greve: Após 27 dias de paralisação, funcionários do BNB decidem voltar ao trabalho. Foto: SEEB/CE

Fim da greve: Após 27 dias de paralisação, funcionários do BNB decidem voltar ao trabalho. Foto: SEEB/CE

Reunidos em assembleia na tarde de terça-feira (15/10), os bancários do BNB deliberaram pelo fim da greve após 27 dias de paralisação. O Sindicato dos Bancários do Ceará defendeu a manutenção do movimento por não haver nova proposta que justificasse a volta ao trabalho, mas foi vencido pela maioria na assembleia.

“Nós estivemos o dia inteiro nesta terça na sede administrativa do Passaré, tentando dialogar com a direção e conquistar mais algum avanço e este, simplesmente, nos ignorou. Protestamos ainda pelo desrespeito que o Banco teve com seus funcionários e até mesmo com o próprio Sindicato, ao ameaçar com ajuizamento de dissídio coletivo, além de intimidar gestores para que viessem à assembleia votar pelo fim da greve”, avaliou Tomaz de Aquino, diretor do Sindicato e funcionário do BNB.

Difícil
Ele ressaltou, porém, que o movimento já estava num processo decrescente. “É muito difícil ficar numa greve sozinho. Respeitamos a decisão soberana da assembleia e vamos cumprir o que foi deliberado pela categoria”, concluiu.

Crítica
O diretor do Sindicato, Océlio Silveira, também criticou o governo e a direção do Banco. “O governo federal poderia ter sido mais sensível às nossas demandas, assim como a direção do Banco poderia ter se esforçado mais para nos apresentar uma proposta mais condizente com as nossas necessidades. No entanto, parabenizamos todos os funcionários do BNB que fizeram greve, principalmente no Interior, e queremos dizer que continuaremos firmes na luta, sempre na defesa dos trabalhadores”, finalizou.

Com informações do SEEB/CE



0 comentários







0 comentários
Topo | Home