Ceará
Atualizado em: 25/09/2011 - 3:21 pm

A Central de Conciliação do Fórum Clóvis Beviláqua inicia na segunda-feira (26), o mutirão envolvendo 1.516 ações de cobrança de pensão alimentícia em atraso. As audiências ocorrerão até sexta-feira (30), das 9h às 11h e das 13h30 às 17h30, no 1º Salão do Júri.

Segundo a coordenadora da Central, juíza Jane Ruth Maia de Queiroga, a iniciativa tem a finalidade de promover o diálogo entre os litigantes, de modo a solucionar os conflitos. Atualmente, cerca de cinco mil ações de pensão alimentícia tramitam na Comarca de Fortaleza.

Na primeira fase, o mutirão contemplará cinco Varas de Família da Capital (6ª, 9ª, 12ª, 13ª e 15ª), que possuem maior quantidade de ações dessa natureza. A juíza ressalta que os devedores com mandado de prisão em aberto e os que já estão detidos por ordem judicial poderão participar das conciliações.

De acordo com a juíza, os acordos beneficiam tanto o devedor, que evitará o constrangimento da prisão, quanto o credor, que poderá regularizar o recebimento da pensão. Para isso, é necessário haver o diálogo entre as partes. “É o que se espera com o mutirão. A promoção da justiça e da paz social”.

Leia mais:
TJCE promove mutirão para agilizar processos de pensão alimentícia
Filhos ganham direito de requerer pensão alimentícia após maioridade

Com informações do site do TJCE



1 comentário







1 comentário
Topo | Home


claudio gomes rios | sexta-feira janeiro 6 2012 | 13:36

com fasso pra entra na organizaçao do mutirão
proque Atualmente estou pagano mais dor que eu ganho.
e no dia de onde fique despregador. e que vai paga e minha mae so que ela nao tem um enprego ela trabalha com verdedora de batatinha frita em casa em quanto vou a trasi de um novo emprego.
e a mae da minha filha esta quereno que eu pague um pensao de um valou de R$ 250,00 reias
so que eu pago um pensao de R$60,00 reais pra minha outra filha que esta na italha.
o que eu devo faz.
muito obrigador .
e um bom trabalhos ..