Fortaleza
Atualizado em: 29/07/2013 - 1:28 pm

Greve em Fortaleza: Guardas Municipais decidem se paralisam as atividades nesta terça-feira

Greve em Fortaleza: Guardas Municipais decidem se paralisam as atividades nesta terça-feira

A mesa de negociação setorial da Guarda Municipal e Defesa Civil de Fortaleza promove nesta terça-feira (30), às 15 horas, a terceira reunião deste ano para debater as reivindicações da categoria. Na sequência , os servidores pretendem fazer uma avaliação do andamento das negociações com a Administração Pública para decidir se decretam greve geral por tempo indeterminado. 

Estado de Greve
No dia 16 de julho, os Guardas Municipais de Fortaleza decretaram Estado de Greve. A decisão foi tomada depois de uma assembleia geral realizada por iniciativa do Sindicato dos Guardas Municipais de Fortaleza e Região Metropolitana (SINDIGUARDAS), quando os guardas avaliaram de maneira negativa o desenvolvimento das negociações com a Prefeitura da Capital.

Reivindicações
A pauta da categoria possui os seguintes pontos centrais:

  • 1. Ascensão dos servidores não agraciados pela última promoção, garantindo o reconhecimento da Administração pelo tempo de serviço prestado;
  • 2. Alteração na carreira do nível médio para nível técnico para os servidores da carreira de Segurança Pública e Defesa Civil da GMF; fazendo com que o salário base dos guardas municipais, que hoje é inferior ao salário mínimo, seja reajustado.
  • 3. Incorporação de uma gratificação de R$ 920,00 (novecentos e vintes reais), as gratificações já existentes, correspondentes a 52 horas extras extraordinárias pagas mensalmente aos servidores da SESEC.

Em debate
A pauta vem sendo debatida, entre representantes da categoria e da Prefeitura de Fortaleza, desde o dia 13 de junho, mas o impasse continua. Na primeira reunião, os representantes da categoria, entre eles o SINSIGUARDAS, apresentaram a pauta conjunta.

Na ocasião, o Secretário de Segurança Pública de Fortaleza, Francisco Veras, e o representante da Secretaria de Orçamento, Planejamento e Gestão (SEPOG) afirmaram que precisariam analisar o impacto financeiro nos cofres do município dos pontos em pauta e os aspectos jurídicos. No segundo encontro, segundo representantes do movimento sindical, os gestores não apresentaram nenhum estudo, travando as negociações. Se as negociações continuarem sem evolução, a categoria deve decretar Greve Geral”, afirma o sindicato..

Serviço: 3º Reunião Setorial da GMDCF
Data: 30 de julho (terça feira)
Horário: 15 horas
Local: Sede da Guarda Municipal e Defesa Civil de Fortaleza (Rua Delmiro de Farias, 1900, Rodolfo Teófilo)



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.