Greve
Atualizado em: 05/10/2011 - 12:12 pm

Um enterro do Banco Bradesco, com direito a carro fúnebre e caixão. É essa a programação da greve dos bancários do Ceará na manhã desta quarta-feira (5). De acordo com o Sindicato da categoria, o cortejo saiu da sede da instituição e está percorrendo agências do Bradesco no Centro de Fortaleza, seguindo até a sede no banco na Avenida Desembargador Moreira, onde o “enterro” vai ocorrer.

O protesto é realizado pelo fato da direção do banco ter proibido os funcionários de participar da greve, por meio de um instrumento legal chamado “interdito proibitório”. Segundo o Sindicato, na prática, a decisão proíbe que os grevistas entrem nas agências do Bradesco. Por conta disso e por medo de demissões, os funcionários do Banco acabam não aderindo à greve.

Paralisação continua
A previsão é de que a paralisação continue. É que, em assembleia geral realizada nesta terça-feira (4), os bancários do Ceará decidiram manter o movimento grevista por tempo indeterminado. Na tarde desta quinta-feira (6), está marcada uma nova assembleia geral da categoria, para decidir os rumos da greve. O encontro ocorre às 17 horas, na sede do Sindicato.

Adesão
Em todo o Ceará, segundo o Sindicato, das 447 agências, 305 foram fechadas – o que representa um percentual acima de 68% das unidades. O destaque foi o fortalecimento da adesão dos bancos privados em Fortaleza, como o HSBC e o Safra – que tiveram 100% das agências fechadas nesta terça (4) – e o Santander e o Itaú, que tiveram, respectivamente, 95% e 75% das unidades paralisadas.

Já na Região Metropolitana, mais especificamente nos municípios de Caucaia e Maracanaú, também houve forte paralisação tanto dos bancos privados, com destaque para o Bradesco, Itaú e Santander, quanto dos bancos públicos, como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco do Nordeste.

Greve
Os bancários estão em greve há nove dias (desde o dia 27 de setembro), após rejeitarem proposta dos banqueiros que previa aumento real de apenas 0,56%. Segundo o Sindicato da categoria, após cinco rodadas de negociações, os banqueiros, além de oferecer proposta insuficiente para o reajuste salarial, disseram “não” a todas às demais reivindicações.

Leia mais:
Sindicato diz que greve dos Correios deve continuar
MP tenta conciliar acordo entre Governo e professores

Da Redação do Jangadeiro Online, com informações do SEEB/CE



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.