Nacional
Atualizado em: 04/09/2013 - 5:17 pm

Guimarães rebate críticas ao “Mais Médico” e diz que brasileiros recusaram salário de R$ 15 mil

Guimarães rebate críticas ao “Mais Médico” e diz que brasileiros recusaram salário de R$ 15 mil

O líder do PT na Câmara Federal, deputado José Guimarães, subiu nesta quarta-feira (04) na tribuna da Parlamento para defender o Programa Mais Médicos. Ele salientou que os profissionais brasileiros não têm interesse em trabalhar longe de grandes centros urbanos.

“Ouço de prefeitos que já foram ofertados R$ 10 mil, R$ 15 mil e, mesmo assim, não há o interesse dos profissionais”, destacou o petista, ressaltando que “o objetivo do Mais Médicos é levar médicos para as regiões periféricas e para o interior”.

Monopólio?
Para Guimarães, em razão da enorme carência de profissionais em diversas localidades do interior do Brasil, os médicos brasileiros “não podem ficar com o monopólio” da atividade no País. “A moradora de Ema, lá no Ceará, não quer saber de onde é o médico”, completou.

Revolução
Na sua avaliação do petista, o programa Mais Médicos foi a segunda revolução do País na área da Saúde, após a criação do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com informações da Agência Câmara



Comment closed







Comment closed
Topo | Home


Comments are closed.