Articulação
Atualizado em: 20/11/2018 - 10:21 am

Articulador de Bolsonaro no Ceará, o deputado federal eleito defende modelo de combate à seca baseado em Israel e a criação da Secretaria do Nordeste. Foto: Arquivo pessoal/Heitor Freire

Presidente do PSL no Ceará, o deputado federal eleito Heitor Freire deverá se reunir com Jair Bolsonaro esta semana para tratar do plano de prioridades para a região Nordeste, com demandas de aliados do presidente eleito na região. Além de elencar três pilares principais a serem trabalhados, o plano prevê também a criação de uma Secretaria do Nordeste no Governo Federal.

A iniciativa, conta ele, está sendo encaminhada pelo coordenador de Bolsonaro no Nordeste, o vice-presidente nacional do PSL Julian Lemos, que se elegeu deputado federal pela Paraíba nas eleições deste ano. Junto a ele, no entanto, estão participando do projeto representantes dos demais estados do Nordeste. Freire destacou também a participação da deputada federal eleita Dayane Pimentel, da Bahia.

A proposta da criação de uma Secretaria do Nordeste, conta ele, parte do princípio de que a região pede cuidados específicos diferentes daqueles de outras partes do País. A ideia é que a secretaria esteja ligada ao gabinete do presidente.

Segundo o deputado, na possibilidade de não conseguir discutir o assunto com Bolsonaro no período esperado, o encontro ficaria para após as articulações do governo em definir o restante dos ministros. Até agora foram oito ministros nomeados, de um total esperado de 16 que integrarão o próximo governo: Paulo Guedes (Economia), Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), Tereza Cristina (Agricultura), Fernando Azevedo e Silva (Defesa), general Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores).

O Nordeste foi a única região do País em que Bolsonaro perdeu o segundo turno das eleições em todos os estados. No Ceará, perdeu em todos os municípios.

Prioridades
O plano destaca como áreas prioritárias para a região o combate à seca, a economia e a segurança. “Óbvio que turismo, tecnologia, educação, tudo isso aí vai ser tratado sim. Agora, de forma enérgica e prioritária serão essas três linhas”, disse ele.

A política de combate à seca, conforme a demanda do grupo, deve ser trabalhada tomando como base o que foi desenvolvido em Israel nesse campo. “Já temos esse vínculo com Israel, já iniciamos conversas, pretendo ir com um grupo de parlamentares verificar e o presidente já esteve lá antes da campanha, então é trazer tecnologias para o Ceará e para o Nordeste”, diz o deputado.

Economia
Na economia, destaca a necessidade de ações a virem do Governo Federal e do Congresso Nacional no sentido de reduzir impostos e facilitar o acesso de empresários ao crédito, reduzindo a burocracia. Discute-se também a importância da atuação do Banco do Nordeste do Brasil (BNB): “Algo que foi aparelhado, foi utilizado como balcão de negócios por políticos e partidos e hoje já não é mais realidade. O BNB vai ser tratado de forma muito séria, com critérios técnicos e nomes que serão apresentados.”

Ele considera ainda que deverá ser mudada a forma como é tratado o empresariado. “Hoje, é visto de forma criminalizada o empresário, até demonizado, com tantos direitos de trabalhadores e o empresário ficando de fora, demonizado pelos governos de esquerda que tiveram”, continua.

Segurança
Por fim, na segurança, a demanda é de que se trabalhe, principalmente investimentos em inteligência e tecnologia, com atenção ao combate à entrada de drogas e armas nas fronteiras e rastreando o dinheiro que circula pelas mãos dos grupos criminosos. São defendidas também leis mais duras – “direitos humanos para humanos direitos, e não para vagabundo, como temos visto hoje”.

Empresários
A articulação no Ceará tem sido tocada em proximidade com o empresariado, como destacou Heitor Freire. Na última semana, o deputado se reuniu com cerca de 100 empresários de diversos setores locais, tendo apresentado e discutido as propostas com eles. O encontro ocorreu no Ideal Clube, no Meireles, e foi articulado pelo empresário Philomeno Gomes Júnior e pelo ex-presidente do Centro Industrial do Ceará (CIC) José Dias Vasconcelos.

“O intuito do almoço foi eles me conhecerem, como presidente do PSL e deputado federal, não só como quem está à frente do partido, como um representante hoje do povo cearense, mas também como interlocutor do presidente Bolsonaro”, explicou ele, tendo apresentado aos convidados, na ocasião seu histórico profissional. Ele ressaltou sua experiência no mercado financeiro e a trajetória anterior afastada do mundo da política. Ao fim do encontro, foram trocados cartões e marcadas reuniões com representantes de vários segmentos que estiveram presentes.

Com informações do OE



Comment closed







Comment closed
Topo | Home


Comments are closed.