Eita mah!
Atualizado em: 24/06/2011 - 2:25 pm

Com a Redação do Jangadeiro Online

O grupo hacker LulzSecBrazil, que vem promovendo ataques e invasões a sistemas e sites ligados ao governo, divulgou na manhã desta sexta-feira (24) um arquivo que teria sido retirado de computadores da Petrobras com dados pessoais de funcionários da empresa. A informação é do Jornal Folha de São Paulo.

A reportagem entrou em contato com um dos funcionários da Petrobrás que confirmou a veracidade das informações. Ele disse que a divulgação dos dados incluiu o número de CPF, função exercida na Petrobrás e dados bancários

IBGE
Antes, a página do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na internet foi atacada, na madrugada desta sexta-feira (24), por hackers. No site, há um aviso informando que, no mês de junho, o Brasil sofrerá o “maior número de ataques de natureza virtual” de sua história. Ao longo desta semana, também já foram alvos de hackers as páginas da Presidência da República, da Receita Federal, do Ministério do Esporte e da Petrobras.

Confira a foto da página hackeada:

Outros ataques
Nesta quinta-feira (23), a página do Ministério do Esporte também foi alvo de hackers. De acordo com a assessoria, o ataque foi periférico e não alterou o sistema central da página, nem a parte de dados. O Ministério, no entanto, optou por tirar o site do ar, para uma varredura. Só após isso, será possível fazer um diagnóstico mais detalhado do ataque.

Leia mais:
Site do Governo do Estado é invadido por hackers

Já na madrugada da quarta-feira (22), foi a vez dos portais da Presidência da República e da Receita Federal serem atacados e retirados do ar por hackers. Segundo o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) – empresa pública que presta serviços de tecnologia da informação para os órgãos do governo –, os ataques foram feitos com cerca de 2 bilhões de acessos às páginas.

Invasões frequentes
De acordo com o diretor superintendente do Serpro, Gilberto Paganotto, as tentativas de invasão aos sites do Governo são frequentes. Ele informou que o Serpro dispõe de um grupo de funcionários bem treinados para acompanhar, por 24 horas, os eventuais tentativas e ataques de hackers.

Os hackers fazem acessos de computadores e provedores espalhados no mundo todo, causando a queda da página ou a operação com lentidão. No site da Receita Federal, foram registrados cerca de 300 mil acessos simultâneos – volume que, normalmente, leva uma hora para ser registrado durante a entrega de declarações do Imposto de Renda.

Com informações da Agência Brasil e da Folha de S. Paulo



Comment closed







Comment closed
Topo | Home


Comments are closed.