Economia
Atualizado em: 06/01/2012 - 9:17 am

A confiança do setor de serviços na economia caiu 0,7% de novembro para dezembro e registrou a quinta redução consecutiva. Os dados foram divulgados hoje (6) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O Índice de Confiança de Serviços (ICS), que passou de 128,9 para 128 pontos, apresentou a menor pontuação desde outubro de 2009. O indicador acumula perda de 3,5% entre julho e dezembro, além de estar 3,2% abaixo do patamar de outubro de 2011.

O indicador que mede as expectativas do empresariado (IE-S), subíndice que avalia as perspectivas para os próximos meses, caiu 2,5%, ao passar de 138,4 para 134,9 pontos, o menor desde junho de 2009 (130,2). A taxa ficou 0,5% inferior à do mesmo mês de 2010. A queda de 3,5% na expectativa dos empresários sobre o nível de demanda para os próximos três meses foi a maior contribuição para o resultado do IE-S. Esse quesito passou para 131,1 pontos, o menor resultado desde dezembro de 2010 (130,3).

De acordo com a FGV, o Índice da Situação Atual (ISA-S) aumentou 1,4% em dezembro e atingiu 121,2 pontos, o maior patamar desde abril de 2011 (121,8), mas ainda 6% abaixo do de dezembro de 2010 (128,9). O quesito que mede o volume de demanda atual foi o que mais influenciou positivamente esse resultado, ao subir 3,1% e passar para 114,7 pontos. Das 2.809 empresas consultadas, 29,6% avaliam a demanda atual como forte, contra 26,5% em novembro, e 14,9% a consideram fraca, contra 15,3%.

Segundo o estudo, o percentual de empresas consultadas que preveem aumento da demanda caiu de 44,5% para 40,9% na passagem de novembro para dezembro, enquanto a parcela das que esperam queda aumentou de 8,6% para 9,8% no período.

Com informações da Agência Brasil



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.