Primeiro Plano
Atualizado em: 13/12/2011 - 4:35 pm

Joelmir Beting e Kézya Diniz na entrevista exclusiva para o Primeiro Plano especial: Economia - Negócios e Perspectivas para 2012

O jornalista Joelmir Beting foi o primeiro convidado da nova série especial do programa Primeira Plano, da TV Jangadeiro, exibida nesta terça-feira, sobre as perspectivas econômicas para 2012.

Para assistir ao programa na íntegra, clique aqui

Com 54 anos de jornalismo e a experiência de quem começou a vida como bóia-fria para depois se firmar com um dos grandes nomes da imprensa brasileira, Joelmir Beting  mantém o bom humor e o otimismo, sem perder a severidade do olhar crítico. Para ele, o Brasil consegue crescer “apesar” da política econômica, graças ao empreendedorismo e a criatividade do setor privado.

A respeito da crise de 2012, Beting afirma que o momento pode ser bom para os países emergentes.  No caso do Brasil, o jornalista aponta a existência de um conjunto de “apagões” que impedem a aceleração do crescimento econômico.

Apagão logístico
“Nós estamos num apagão logístico, que é todo intermodal de transporte rodoviário, marítimo, ferroviário, hidroviário e aeroportuário. No mundo todo o transporte absorve do PIB 10, 12 por cento, e no Brasil é 25 por cento. Nós pagamos transporte como ninguém paga no mundo!”.

Apagão social
“E aí temos um apagão social, em educação, saúde, transporte público e segurança pública. Isso está sendo privatizado pelas empresas e famílias. Você tem que pagar duas vezes por esses serviços”.

Apagão institucional
“No Congresso, por causa de um bloqueio ideológico, está tudo parado. Reforma tributária, trabalhista, previdenciária, orçamentária, política, do Judiciário, tudo parado. Sem essas reformas, do ponto de vista do funcionamento da sociedade, ficamos num apagão institucional!”.

Joelmir Beting e Kézya Diniz na entrevista exclusiva para o Primeiro Plano especial: Economia - Negócios e Perspectivas para 2012

Apagão moral
“Esse apagão atinge a sociedade inteira e não faz distinção de classe, de renda ou de instituição. É uma miséria moral que dá carona para a violência, que é irmã siamesa da corrupção. Violência tem 30% de miséria econômica e 70% de miséria moral”.

Loteamento de Cargos
O jornalista também falou sobre o loteamento de cargos na administração pública e criticou a nomeação de aliados sem a menor preocupação com critérios técnicos.

“Você não pode contratar nenhum. Na minha casa, eu não entra qualquer um para ser meu advogado ou meu porteiro. E no Brasil, nos EUA ou na Europa, qualquer um pode ser tudo. Onde? No setor público, na gestão de cima” .

Custo Brasil
Joelmir também destaca, como obstáculo para um salto na economia brasileira, o “garrote tributário”, que há 30 anos existe para cobrir o excesso de gastos do governo federal. O arrocho monetário eleva o chamado “custo Brasil”, adverte.

“Na América Latina, uma empresa paga de juros 12% para produzir. No Brasil esse valor chega a 62%. E para consumir, na América Latina a média é de 20%, no Brasil, 144%. Não é um problema do capitalismo selvagem, mas do governo selvagem”.

Otimismo
O jornalista afirma que o processo econômico tem “luz própria”, uma autonomia positiva que independe de projeto de governo, mas de decisões e escolhas de famílias e de empresas. Esse é o mecanismo que carrega o mundo nas costas, diz.

“O Brasil tem condições de nessa década, de ser o segundo maior canteiro de obras do mundo, depois do planeta China. Tá todo mundo de olho gordo aqui no Brasil. Com Copa ou sem Copa, com PAC ou sem PAC. Nós vamos resolvendo as coisas do nosso jeito, à nossa maneira. O Brasil tem algumas energia, alguns reatores econômicos sociais, que os outros não tem. O empreendedorismo, o consumo e a vontade de inovar, só tem paralelo nos EUA. Os europeus não tem como competir com isso. Seremos, em 2030, a maior potência agrícola do mundo. Por isso, eu sempre suspiro: ‘Sendo brasileiro, como eu gostaria de ser neto de mim mesmo!”.

E ainda
O Primeiro Plano segue até a quinta-feira (15) com a série especial sobre Economia – Negócios e Perspectivas para 2012. O programa vai ao ar às 15 horas no canal 37 da Net e no Portal Jangadeiro Online. Já na TV Jangadeiro o Primeiro Plano é exibido logo após o Jornal do SBT.



0 comentários







0 comentários
Topo | Home