Ceará
Atualizado em: 24/06/2013 - 4:40 pm

Professores de Juazeiro protestam contra a redução dos salários. Foto: reprodução da internet

Professores de Juazeiro protestam contra a redução dos salários. Foto: reprodução da internet

Bandeira branca em Juazeiro do Norte. O prefeito do município da Região do Cariri, Raimundo Macedo (PMDB), adiou a publicação da Lei que retira 40% dos salários dos professores depois de firmar acordo com o Ministério Público.

Reunião
Outra estratégia de recuo é a reunião com o sindicato dos professores marcada para esta terça-feira (27/06) na sede do MP. A mediação será feita por promotores públicos.

Polêmica
A proposta, aprovada na Câmara de Vereadores, altera o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração e resulta, entre outras medidas, na redução de até 40% nos salários dos educadores. Mas o prefeito diz que, na verdade,10% do valor pago como gratificação foi incorporado ao salário dos professores e que a mudança não gerou perdas salariais.

Livre?
Na semana passada, o prefeito foi cercado dentro de uma agência bancária por professores e estudantes que realizavam um protesto pelas ruas do município. A polícia foi acionada e o prefeito, que acabou “preso” dentro do banco, só conseguiu deixar o local cerca de cinco horas depois.
“Pode ser que assim o Raimundão volte a andar livremente pelas ruas”, ironiza o vereador Darlan Lobo (PMDB). Embora integrante do mesmo partido do prefeito, Darlan milita na oposição.

Leia mais:
Prefeito de Juazeiro é “cercado” por manifestantes dentro de agência bancária



Comment closed







Comment closed
Topo | Home


Comments are closed.