Ceará
Atualizado em: 26/02/2020 - 8:00 am

Legislativo, Executivo e Judiciário criam comissão para tratar de paralisação de militares

Os Poderes Constituídos do Estado do Ceará – Legislativo, Executivo e Judiciário – informaram na noite desta terça-feira (25), em nota conjunta, por sugestão do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), a criação de comissão com objetivo de buscar uma solução para por fim à paralisação dos Policiais Militares do Estado.

A Comissão, segundo o informe, será formada por integrantes de cada poder, com do participação do MPCE e acompanhamento do Exército Brasileiro.

O grupo é formado pelo procurador-geral do Estado, Juvêncio Viana; pelo corregedor-geral, desembargador Teodoro Silva Santos; pelo procurador-geral de Justiça, Manuel Pinheiro; e pelo deputado Evandro Leitão (PDT).

OAB
Na semana passada, a OAB Ceará também decidiu criar uma comissão especial para apuração de conflitos em razão das manifestações de militares. O presidente da entidade, Erinaldo Dantas, assinou, na última quinta-feira (20 de fevereiro), uma portaria determinando a criação da Comissão especial de observadores da OAB-CE para acompanhamento da apuração dos fatos decorrentes dos conflitos ocorridos em razão das manifestações de bombeiros e policiais militares.

Os advogados Waldir Xavier de Lima, Ademar Mendes Bezerra e Flávio Jacinto estão como membros da comissão e trabalharão para garantir a isenção de todos os fatos que serão apurados pelas autoridades competentes.

E ainda
De acordo o presidente da OAB Ceará, é importante buscar a manutenção dos valores e princípios da Constituição Federal. “Estamos em uma situação onde o diálogo é fundamental. E a Ordem dos Advogados cumpre sua função institucional, seguindo com rigor o princípio das leis e, principalmente, visando a segurança dos cidadãos e a paz em todo o nosso Estado”, afirma Dantas.



Comment closed







Comment closed
Topo | Home


Comments are closed.