Fortaleza
Atualizado em: 22/08/2013 - 9:44 am

Vereador também protagonizou escândalos em 2012. Na época de uma das denúncias, Leonelzinho chorou durante sessão da Câmara e disse que não sabia que esposa recebia verba do Bolsa Família. Foto: Reprodução da TV Jangadeiro

Vereador também protagonizou escândalos em 2012. Na época de uma das denúncias, Leonelzinho chorou durante sessão da Câmara e disse que não sabia que esposa recebia verba do Bolsa Família. Foto: Reprodução da TV Jangadeiro

A Comissão Especial de Ética na Política e de Combate à Corrupção Eleitoral da OAB Ceará ingressou, na quarta-feira (21) junto à Câmara Municipal de Fortaleza, com um pedido de cassação de mandato do vereador Leonelzinho Alencar (PTdoB). O documento é assinado pelo presidente da Comissão, o advogado Tarcísio José da Silva.

Corrupção
No pedido, a comissão justifica a necessidade de cassação do mandato “pela prática reiterada de corrupção, improbidade administrativa e quebra do decoro parlamentar” e relembra os casos envolvendo o vereador.

“Assim, se faz necessário tomada de ação enérgica, na apuração dos fatos, que somente tem causado acanhamento à honorabilidade desse Poder Legislativo, requirindo as providências necessárias à elucidação das matérias veiculadas nos jornais, punindo exemplarmente o denunciado com a cassação do mandato, por subtração da ética e à quebra do decoro, como está a reclamar a sociedade, neste momento de tantas manifestações democráticas”, diz o presidente da Comissão.

Escândalos
Em 2012, o vereador Leonelzinho Alencar protagonizou polêmicas. O parlamentar foi acusado pelo Ministério Público, no ano passado, por prática de nepotismo. O próprio vereador, a esposa, o pai, uma irmã, tios e primas estavam empregados indevidamente na prefeitura de Fortaleza na gestão Luizianne Lins.

Pesa ainda contra ele a acusação de que estaria envolvido num esquema de beneficiamento através do Bolsa Família. A mulher dele, Adriana Bezerra Alencar, recebeu indevidamente, por quase um ano, o benefício do Governo Federal. O caso ainda está sendo investigado pelo Ministério Público (MP) Federal.

Condenação
No dia 24 de junho de 2013, Leonelzinho recebeu a primeira condenação em meio aos diversos processos que responde judicialmente. Ele foi condenado por conta do furto do material de campanha do PSDB durante as eleições de 2010. O parlamentar foi o mandante do roubo de banners da legenda tucana, o que ficou provado após investigação da Polícia Civil e sentença da 6ª Unidade do Juizado Especial Cível e Criminal de Fortaleza.

Leia ainda:
Vereador Leonelzinho Alencar é condenado por furto de bicicletas



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.