Lava Jato
Atualizado em: 12/04/2017 - 2:21 pm

Segundo delação de Odebrecht, valor teria sido pago em troca de financiamento no BNDES; pedido teria sido feito por Paulo Bernardo em nome de Lula. Foto: Arquivo/Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Em depoimento ao juiz Sergio Moro, o ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria pedido 40 milhões de dólares em propina para a empreiteira em troca da aprovação de um financiamento de 1 bilhão de dólares via BNDES para obras de interesse da companhia em Angola. As informações são da revista VEJA.

Segundo 0 herdeiro do grupo Odebrecht, ele teria sido procurado entre 2009 e 2010 pelo então ministro do Planejamento Paulo Bernardo, que teria oferecido o acordo em nome do então presidente da República.

No fim, a empreiteira conseguiu um desconto para a propina e teria pagado o equivalente a 64 milhões de reais para o PT. Segundo Marcelo Odebrecht, parte desses recursos teriam sido destinados para custear despesas de Lula.

Lista
Tanto Lula quanto o ex-ministro Paulo Bernardo aparecem na lista de pedidos de inquérito divulgados pelo ministro do Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, nesta terça-feira (11).

Investigações
Como as acusações contra Bernardo estão relacionadas a políticos com foro, o ex-ministro será investigado sob o escrutínio do STF. Já o pedido contra o ex-presidente foi remetido para o juiz Sergio Moro, responsável pelas ações em primeira instância da Operação Lava Jato.

Com informações da Veja, via Exame



0 comentários







0 comentários
Topo | Home