Ceará
Atualizado em: 23/07/2013 - 10:19 am

Médicos também fizeram protesto na semana passada, por ocasião da visita de Dilma Rousseff ao Ceará. Foto: Reprodução do Facebook do jornalista Bruno de Castro

Médicos também fizeram protesto na semana passada, por ocasião da visita de Dilma Rousseff ao Ceará. Foto: Reprodução do Facebook do jornalista Bruno de Castro

Médicos cearenses paralisam as atividades nesta terça-feira (23) em protesto contra o Programa Mais Médicos, do Governo Federal. Apenas casos de urgência e emergência serão atendidos nas unidades de saúde. Segundo representantes da categoria, procedimentos eletivos e ambulatoriais, como consultas, serão remarcados.

Calendário
O protesto, organizado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará (Simec), segue o calendário de greves estabelecido pela Federação Nacional dos Médicos (Fenam).

Além da manifestação desta terça, um outro protesto já está previsto para os dias 30 e 31 deste mês. “O Governo Federal quer colocar o problema da saúde pública no médico e nós não podemos aceitar isso”, enfatiza o presidente do Simec, José Maria Pontes.

Programação
Na manhã desta terça-feira, representantes de entidades médicas do Ceará tem reunião com os coordenadores dos cursos de Medicina do Estado.

Já no período da tarde, às 16 horas, os médicos participam de panfletagem e de uma exposição itinerante no Terminal do Papicu. A ideia é mostrar a “real situação” da saúde no Ceará.

Atendimento
Segundo a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), os Hospitais da rede estadual que possuem unidades de urgência e emergência vão funcionar normalmente, assim como as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).



Comment closed







Comment closed
Topo | Home


Comments are closed.