Banheiros Fantasmas, Ceará
Atualizado em: 26/04/2012 - 1:15 pm

Ex-presidente do TCE, Teodorico Menezes

O Ministério Público de Contas pediu à presidência do Tribunal de Contas do Estado (TCE), nesta quinta-feira (26), a adoção de todas as medidas possíveis para a manutenção do afastamento de Teodorico Menezes do cargo de conselheiro, até que o processo administrativo que tramita na Corregedoria da Corte seja concluído.

Leia mais:
Presidente do TCE tira 30 dias de férias. Denúncias seguem sem resposta  
Inspetoria do TCE responsabiliza 1º escalão da secretaria das Cidades e sugere devolução do dinheiro

Banheiros Fantasmas: TCE vai investigar 92 convênios em 47 municípios          Presidente do TCE cancela férias e pede afastamento do cargo  

Segundo o procurador-geral do MP de Contas, Rholden Queiroz, o ex-presidente do TCE foi afastado por decisão do Tribunal, com base na Lei Orgânica da Magistratura Nacional, e não em razão do seu pedido de afastamento,o qual não possuía qualquer amparo legal”. Queiroz explica ainda que Teodorico não poderia, por ato próprio, voltar às atividades.

Pedido de retorno
Na tarde desta terça-feira (24), Teodorico Menezes solicitou o retorno dele ao TCE. O pedido foi protocolado por ele mesmo e vai ser analisado pelo pleno da Corte na próxima sessão, prevista para ser realizar no próximo dia 8 de maio. Ele foi afastado do Tribunal após ter o nome envolvido em denúncias do caso dos “Banheiros Fantasmas”.

Leia também:
Banheiros Fantasmas: Teodorico Menezes de volta ao TCE



0 comentários







0 comentários
Topo | Home