Greve
Atualizado em: 16/06/2011 - 10:38 am

A mobilização dos professores da rede municipal de ensino em Fortaleza, em greve há exatos 50 dias, continua. Nesta quinta-feira (16) os educadores realizaram uma grande manifestação pelas ruas da capital.

Passeata
O grupo se reuniu no início da manhã  na Praça da Imprensa, no cruzamento das avenidas Desembargador Moreira com Antônio Sales. Depois, os educadores seguiram em passeata até a Secretaria de Educação do Município, na avenida Pontes Vieira.

Manobra
Os educadores cobram a implantação do Piso Nacional do Magistério e denunciam uma “manobra” da prefeitura de Fortaleza que estaria prejudicando a categoria. A administração municipal reduziu as regências de classe e incorporou os valores ao salário base dos professores, chegando ao valor que deveria ser obedecido por Lei Federal.

Segundo a direção do sindicato,  a administração de Luizianne Lins retirou direitos já adquiridos por professores, o que seria “inadimissível”.

Leia mais:
Justiça decreta ilegalidade da greve dos professores

Professores em greve reagem às declarações de Luizianne Lins
Professores da Rede Municipal de Fortaleza aprovam greve

Agora não
De acordo com o Sindicato, a categoria avaliou a decisão da Justiça sobre o decreto de ilegalidade da greve e, em assembleia, os educadores decidiram que não irão retornar às salas de aulas enquanto não forem oficialmente comunicados da decisão.

Com informações da repórter Caroline Ribeiro 

Acompanhe as fotos da mobilização desta quinta-feira:
 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Tv7V_vZ_uIU&feature=player_embedded[/youtube]

 Assista à matéria do Jornal Jangadeiro:



5 comentários







5 comentários
Topo | Home


isolina | quinta-feira junho 16 2011 | 13:03

Gente a categoria está de parabéns ,todos unidos e cada vez mais fortes contra os desmandos dessa prefeita ” Louca Lins e “Maria Louca Fontenele.Ana Maria Fontenele deveria procurar outra coisa para fazer ao invés de assumir duas secretarias e nao ter competencia para assumir nenhuma delas.

Tatiany | quinta-feira junho 16 2011 | 17:28

Cobertura perfeita, real aos fatos! Corte nas gratificações e maquiagem nos salários, não teve nada de aumento!!!

Paula | quinta-feira junho 16 2011 | 17:47

A jangadeiro está de parabéns, pois suas reportagens são mais fiés. Fora o piso que aprefeitura não paga,ainda tem outras questões:como licença prêmio, que tenho direito desde 2007 e ainda não fui liberada,como votação para diretores, que atualmente são indicados por vereadores etc…
isso eles nem comentam que para enganar e colocar a população contra nosso movimento.
Lamentável.

venuzia maria | quinta-feira junho 16 2011 | 18:00

obrigada tv jangadeiro por nos permitir esclarecer um pouco sobre essa trama que a prefeitura fez em torno do nosso salario, ela retirou de um lugar para pôr no outro, não deu aumento algum, e fica falando na mídia que nos estamos ganhando bem, tenho vergonha dessa administração, está fazendo todos de besta, a população está sendo enganada no caso do piso salarial.

Thatiane | quinta-feira junho 16 2011 | 20:18

Isso é um absurdo, tanta gente esperando para ser convocada no concurso efetivo, ai a prefeitura vai e faz seleção para temporário convocando mais de 300 pessoas, enquanto tem bem mais efetivos aguardando convocação. Portanto peço que façam uma reportagem sobre isso e argumentem ao Ministério Público para que tome as providências cabiveis. Edital de convocação no site do Imparh.