Ceará
Atualizado em: 24/07/2013 - 5:28 pm

Na internet: Cid admite preocupação com Segurança Pública, defende construção no Cocó e reeleição de Dilma. Foto: Reprodução da internet

Na internet: Cid admite preocupação com Segurança Pública, defende construção no Cocó e reeleição de Dilma. Foto: Reprodução da internet

O governador Cid Gomes (PSB) participou de um bate-papo com internautas nesta quarta-feira (24). O chat, transmitido ao vivo por uma rede social, durou cerca de uma hora e teve participação dos usuários com perguntas a respeito da gestão do Estado, política nacional, dentre outras.

Parque do Cocó
Logo no início da conversa, o governador defendeu a construção de viadutos no Parque do Cocó, afirmando que a obra é “necessária” para desafogar o transito da região. Disse ainda, que, embora a obra “degrade, de alguma forma, o ambiente”, a medida é a “melhor solução”.

“Se você prestar atenção na topografia, vai ver que a Engenheiro Santana Júnior desce e a Antônio Sales também desce. (…) Então a solução técnica melhor apontada é aquela”, argumentou o governador que é engenheiro por formação.

Ciro
Ainda sobre o Cocó, um dos internautas questionou o governador se ele tem o mesmo posicionamento do irmão e ex-governador, Ciro Gomes.“O Ciro é o Ciro. Eu sou, sou eu. Existe muita manipulação política”, disse sobre a recente polêmica. Na terça-feira (23), Ciro chamou de “burgueses” e “maconheiros” alguns integrantes do movimento ambientalista que está contra a construção dos viadutos no Parque do Cocó.

Leia aqui:
Ciro diz que procurador da República devia “pintar a bunda de branco” para aparecer e anuncia “limpeza” na PM
Com melancia no pescoço: Alessander Sales diz que críticas de Ciro reforçam que investigações seguem “rumo certo”

Teses “exóticas”
Cid Gomes evitou prolongar a polêmica mas afirmou que o vereador João Alfredo (PSol) sempre adota “teses exóticas” para ser contrário a qualquer obra do Estado. Disse ainda que Alfredo também foi contra a construção do Castanhão que, hoje, abastece diversas cidades do Ceará.

Segurança
Ao falar sobre Segurança Pública, Cid Gomes admitiu estar preocupado com os índices alarmantes de violência, mas afirmou que um pacote de ações está sendo elaborado e, em breve, será posto em ação. O governador disse que está dialogando com a Polícia Federal (PF), para que a entidade ajude na elucidação do tráfico de drogas no Ceará. Informação que já havia sido revelada em entrevista exclusiva ao blog Política com K.

Relembre aqui:
Exclusivo: Cid fala sobre violência em Fortaleza e revela que pediu ajuda da Polícia Federal

Tem mais
Cid Gomes também falou sobre as obras do VLT; as eleições 2014; o apoio à reeleição de Dilma Rousseff e sobre as manifestações de rua. Para continuar lendo, clique abaixo:

 

Obras do VLT
O tema das desapropriações por conta das obras do VLT Parangaba- Mucuripe também foi citado na discussão pelos internautas. “É uma coisa delicada”, iniciou Cid Gomes, ao responder o questionamento. Ele ressaltou que “nada será feito sem diálogo”, assegurando que o projeto poderá ser modificado para evitar em algumas comunidades. Ele lembrou que, na comunidade próxima a estação rodoviária, o projeto já foi alterado. Estão sendo construídas 5 mil unidades habitacionais, no Conjunto José Walter, para atender as famílias, onde não será possível fazer mudanças.

Eleições 2014
Sobre as eleições de 2014, em âmbito estadual, o governador disse que só “no momento oportuno” irá ouvir as lideranças partidárias, que compõem a base aliada do governo, para discutir o que é melhor para o Ceará.

Já em nível nacional, Cid Gomes voltou a defender a reeleição da presidente Dilma Rousseff. “Tenho muito apreço pelo Eduardo Campos, mas a mais preparada e que possui uma base para dirigir é a presidente Dilma Rousseff”, destacou para em seguida afirmar que “não é por ter tido um abalo que irei abandonar o barco. Ela [Dilma] é bem intencionada. Portanto, acredito nela”.

Manifestações
Ainda durante a conversa pela internet, Cid Gomes falou sobre as manifestações que tomaram as ruas do país, no mês passado. O governador disse que, possivelmente, em 2014, elas voltarão a acontecer por ocasião da visibilidade da Copa do Mundo de futebol. Entretanto, Cid considerou a movimentação popular “legítima” uma vez que elas representam “inquietudes da sociedade”. “Por que não existe uma matriz de responsabilidade para alguns serviços públicos, assim como observado para construção dos estádios de futebol?”, enfatizou Cid.



1 comentário







1 comentário
Topo | Home


Roberto Félix | quarta-feira julho 24 2013 | 22:14

Dr. CID, aproveite e mande cortar o edifício do Tasso Jereissati que fica dentro do Rio Coco. A sociedade agradece.