Bastidores
Atualizado em: 02/05/2011 - 7:53 pm

Nesta segunda-feira (02/05), o governador Cid Gomes (PSB) comentou o cenário político para 2012. Disse que a proposta de candidatura própria do PSB municipal é legítima e evitou comentar sobre a avaliação que faz da administração da prefeita Luizianne Lins (PT).

Leia mais: “Prefiro não comentar”, diz Cid sobre avaliação da gestão Luizianne

Comento
O silêncio do governador Cid Gomes pode dizer muito mais do que se imagina. A frase, assim, simplesmente descrita nesta coluna, fica fria e pode passar a ideia de que o governador não quis se comprometer com boatos e com o “disse me disse” de um possível racha entre ele e Luizianne Lins (PT).

Mas a expressão de Cid Gomes, ao ser questionado sobre o assunto, deixa transparecer muito mais do que a preferência por não emitir nenhum comentário naquele momento. 

Reprodução TV Jangadeiro

A pergunta foi:“Como o senhor avalia a gestão de Luizianne Lins? Ela vem recebendo muitas críticas e senhor foi o principal cabo eleitora para a reeleição em 2008. O senhor está satisfeito? Era o que o senhor esperava do governo da Luizianne?”

A resposta, curta. Cid Gomes respirou, abriu um meio sorriso e disse sem titubear:

“Eu prefiro não comentar. Tá certo? Prefiro não comentar”.

Pronto. Foi só. E sem mais nenhum comentário, o governador deu por encerrada a entrevista, agradeceu e se afastou dos microfones.

E agora?
O governador Cid Gomes foi reticente e abriu margem para especulações. E com especulação é assim, a gente sabe como começa, mas não faz ideia de como termina.

Se ele acha a gestão boa, porque o não dizer? Se tem críticas, poderia ter empurrado o assunto mais para frente, com um simples “o mandato ainda não terminou” ou ainda ter pedido um voto de confiança para a aliada.

Enfim, as possibilidades são muitas na esteira do silêncio do governador.

Opinião
Por isso, agora eu passo a bola e deixo com vocês que acompanham a coluna PolitiKa. Fica a critério de cada um, imaginar quais as motivações pelo “eu prefiro não comentar” de Cid. 

Cabo eleitoral
Vale lembrar que o governador foi o principal cabo eleitoral de Luizianne Lins em 2008, quando a prefeita disputava a reeleição. A parceria entre os dois, que é desejavel sob o ponto de vista adminstrativo, naquele momento, foi ampliada para a aliança eleitoral. 

Durante a campanha de reeleição, lembro que questionei Cid Gomes, durante entrevista coletiva, sobre os motivos que o levaram a manifestar o apoio explícito e sobretudo o pedido de votos para reconduzir a prefeita ao segundo mandato. Cid Gomes foi taxativo: “Ela (Luizianne) é a mais preparada”.

Boatos
Ainda durante entrevista, o governador falou sobre a aproximação do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (ex-DEM), fundador do recém criado PSD, junto a cúpula nacional do Partido Socialista. Cid Gomes desmentiu especulações e  deixou claro que não pretende deixar o PSB e nem mesmo criar uma nova sigla.

“Não, não. Não tem nada disso não.  Eu vi essa notícia, mas eu nunca falei sobre isso com ninguém. Eu nunca cogitei isso. Eu tenho preocupação com o meu partido que é o PSB. Eu quero que o meu partido esteja bem”, esclareceu.



0 comentários







0 comentários
Topo | Home