Polêmica
Atualizado em: 13/06/2011 - 5:49 pm

Valdetário Monteiro vai ao Supremo pedir que prefeitura de Fortaleza pague Piso aos professores

Professores da rede pública de ensino de Fortaleza e representantes da prefeitura da capital não conseguiram chegar a um acordo na audiência de conciliação realizada na tarde desta segunda-feira (13), no Tribunal de Justiça do Ceará.

OAB
A Ordem dos Advogados do Brasil, secção Ceará, decidiu entrar na polêmica. O presidente da OAB, Valdetário Monteiro, já anunciou que vai pedir ao Supremo Tribunal Federal que obrigue a gestão municipal de Fortaleza a pagar o Piso Nacional do Magistério.

Leia também:
Luizianne diz que greve é ilegal e anuncia suspensão de pagamento do 13º para professores 
Luizianne diz que não vai ceder à pressão e faz um apelo aos professores em greve

Ilegalidade

A prefeitura ingressou com uma ação na justiça pedindo que seja decretada a ilegalidade da greve e manteve a decisão de cortar benefícios de professores em greve, conforme antecipamos aqui na coluna.

Confira matéria exibida no Jornal Jangadeiro:



29 comentários







29 comentários
Topo | Home


Ana Carine | segunda-feira junho 13 2011 | 18:07

Agradecemos demais o apoio que a OAB vem nos dando em vários momentos da nossa greve. Esperemos que tudo se resolva da melhor maneira e de forma mais justa.

JOÃO TELES | segunda-feira junho 13 2011 | 18:13

Valeu, Oab!

Kátia | segunda-feira junho 13 2011 | 19:37

É extremamente valoroso o apoio da OAB nesse momento.Dessa forma percebemos que na FESTALEZA ainda existem pessoas do bem e com discernimento.Obrigada OAB!

alexandre v martins | segunda-feira junho 13 2011 | 19:40

A OAB do Ceará está se pronunciando um tanto tarde, sendo uma instituição nacionalmente comprometida com as causas sociais, deveria estar há mais tempo envolvida com um problema tão contundente e urgente que é a Educação, bem como, tomar para si esta representação dos professores, sabidamente estes são a parte mais oprimida desta contenda, por conseguinte estão sofrendo toda sorte de agressões.

Sandra Simões | segunda-feira junho 13 2011 | 19:48

É bom saber que temos apoio da OAB. Necessitamos urgente de que a prefeita cumpra a Lei. Se mesmo com toda a greve ela não atende, imagine se estivéssemos dando aula e esperando pela boa vontade dela?

N. C.Marreiro | segunda-feira junho 13 2011 | 19:51

Grata a OAB pela iniciativa de fazer-se cumprir a lei. Afinal, o que queremos pensar é que ninguém está acima dela.

Tatiany | segunda-feira junho 13 2011 | 20:05

Obrigado OAB pelo apoio e Kezia Diniz pela excelente cobertura jornalística real aos fatos.

Regina Braga | segunda-feira junho 13 2011 | 20:11

Parabéns pelo apoio aos professores!!!

Edinaldo | segunda-feira junho 13 2011 | 20:17

Na OAB eu confio! Espero que alguém, pode ser o Dr. Teodoro, dê um fim a essa Hitlerista que se chama Luizianne. Onde ela quer chegar? Como ela disse que elege um poste sem luz, daqui a pouco ela vai querer permanecer no poder por mais quatro anos. Alguém tem que impor os limites constitucionais nela.

Eldair Demetrio | segunda-feira junho 13 2011 | 20:37

A educação agradece, valeu OAB.

isolina | segunda-feira junho 13 2011 | 20:45

Temos certeza que nossa luta é justa,portanto agradecemos a todos que nos apoiam. Sairemos vitoriosos ao fazermos a história de conquistas desta cidade, deste estado deste pais.

Ana Cristina Silveira | segunda-feira junho 13 2011 | 20:59

PARABÉNS A OAB,LEI É PARA SER CUMPRIDA E PONTO FINAL ,ESSA PREFEITA TEM QUE APRENDER QUE ELA NAO É A DONA DOMUNDO!!!!!!!!!

Alves | segunda-feira junho 13 2011 | 21:06

Os professores apenas querem que seja cumprida a lei, tão somente a lei. A OAB entende o que é direito.

Patricia | segunda-feira junho 13 2011 | 21:34

Graças a Deus! ainda bem que existem pessoas honestas e justas no mundo, tais como, o presidente da OAB, Valdetário Monteiro. Isso nos faz retomar o gosto pela vida.

JOÃO TELES | segunda-feira junho 13 2011 | 22:08

OAB: plac, plac, plac!

Janaína | segunda-feira junho 13 2011 | 22:49

Luiziane dita regras no legislativo, mas no judiciário acreditamos que não!!! Obrigada OAB!!!!

Luciana Campos | segunda-feira junho 13 2011 | 22:55

Muito bom saber que a OAB está recorrendo ao STF para que a prefeita cumpra a Lei porque a prefeita desrespeita os professores quando não reconhece o valor social de sua atividade, desrespeita a Justiça (STF) quando não cumpre uma determinação da mesma, desrespeita o Poder Executivo Federal quando não cumpre uma Lei criada pelo mesmo. O que se passa pela cabeça dessa senhora? Julga-se estar acima das leis?

Cristiane | segunda-feira junho 13 2011 | 23:30

Obrigado OAB, em vocês nós confiamos, é preciso haver justiça nessa capital e neste pais. Como pode uma prefeita fazer tudo que está fazendo, como pode uma lei municipal sobrepor uma federal? É preciso dar um basta nessa prefeita tirana… Obrigado Kezia Diniz pela cobertura jornalista que esta fazendo e lamento você ter sofrido com spray de pimenta em uma ação de brutalidade e violência protagonizada pela nossa guarda municipal de Fortaleza…

GEOVANIA | terça-feira junho 14 2011 | 00:04

Parabéns OAB pela atitude vcs precisam mostrar para a Sra. prefeita de Fortaleza que a ditadura já acabou e que ela e seus comparssas não são maiores ou superiores que a CORTE SUPREMA que é o STF. Se todo prefeito tiver a atitude dessa doida, de mudar as leis a seu favor , quando quiser e da maneira que quiser, como foi aquela votação pirata na camara dos vereadores. Que padrão de justiça teremos no futuro?É preciso alguem ensinar a ela o que é LEI e o que RESPEITO, pois ela não sabe ou melhor se faz de besta …

Alex Duarte | terça-feira junho 14 2011 | 00:06

Muito bem OAB , esta prefeita tem se mostrado mau gestora. Esperamos agora que o supremo obrigue a prefeitura de Fortaleza a pagar o que se deve.
Vai se um tapa na cara da Luiziane.
Professores vocês são herois.

GEOVANIA | terça-feira junho 14 2011 | 00:14

Engraçado o Sr. Martonio procurador geral do municipio está desinformado, se eu mostrar meu contra cheque ela vai ver e todo o Brasil que ganho 1903 reais estando no nivel 11 especialista. Não sei quem está no nivel 1 e graduado ganhando o salario base de 1962. Quem é por favor ? Que eu quero saber..Além do mais acho que ele não entendeu a determinação do STF , o piso é salario base(vb) e não gratificação , que o projeto PIRATA DA PREFEITINHA já tirou de nós 15%. Eta povo mentiroso esse povo do PT.

joão I N N | terça-feira junho 14 2011 | 00:18

A mensagem aprovada e publicada no diário oficial do município no dia 10 de junho troca 6 por meia dúzia, reduz a regência de classe de 50% para 35% e incorpora essa diferença ao vencimento base, aprova o quinto para planejamento quando a corte máxima do país determina o terço, e isso válido apenas para o fim de 2012, não trata das eleições de diretores e de outras providências solicitadas pelos professores…ONDE ESTÁ O AVANÇO QUE A PREFEITURA TANTO ARGUMENTA?…agora, tenho uma pergunta aos leitores…ao fim dos textos redigidos pela justiça vem os seguintes dizeres…REGISTRE-SE, PUBLIQUE-SE, e sobretudo, CUMPRA-SE…a pergunta é: quem é o responsável por se fazer cumprir uma lei observada pela corte máxima do país? COMO NÃO SEI A RESPOSTA, ACHO JUSTA A LUTA DESSES PROFISSIONAIS QUE HÁ ANOS ESCUTAM A PROMESSA DE VALORIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO POR PARTE DESSES SENHORES DE TERNO, QUE NÃO CONCEDEM MELHORIAS SALARIAIS AOS PROFISSIONAIS E ESTRUTURAIS ÀS INSTITUIÇÕES DE ENSINO PORQUE ESTÃO OCUPADOS COM “NEGOCIAÇÕES MUITO MAIS LUCRATIVAS”, SEM CONTAR QUE ALIMENTAR O CICLO DE IGNORÂNCIA DO POVO GARANTE-LHES A VOLTA AO PODER…

Célia Regina | terça-feira junho 14 2011 | 00:20

Já estava achando que nessa cidade a Lei era Luizianne Lins , fico feliz em saber que a OAB finalmente se pronunciou e quer garantir o cumprimento da Lei e que não tem ninguém acima dela. Obrigada OAB !

cristiane | terça-feira junho 14 2011 | 00:25

OBRIGADA KÉZYA!

venuzia maria | terça-feira junho 14 2011 | 09:14

será um alívio qdo esse impasse terminar, estamos angustiados pela falta de verdade nas declarações da prefeitura, muitos professores estão totalmente desmotivados com a profissão, queremos ser reconhecidos e respeitados, não queremos fazer baterna nem prejudicar as crianças, vamos fazer valer pelos menos as leis supremas desse país, senão vamos perder a fé na palavra “cidadania .”

Jeremias News | terça-feira junho 14 2011 | 10:24

Prefeita, respeite os professores.

Dante Mendes | terça-feira junho 14 2011 | 14:18

É muito importante que segmentos da sociedade com grande responsabilidade social e compromisso com o bem-estar da coletividade, tenham se manifestado positivamente em defesa de uma causa tão nobre e essencial para a construção de um mundo mais justo e digno para todos. Parabéns, Rede Jangadeiro, arquidiocese de Fortaleza e Ordem dos Advogados do Brasil – sessão Ceará, pelo inestimável apoio à luta dos professores.

Maria José Esmeraldo Rolim | terça-feira junho 14 2011 | 19:23

Obrigada Kézya Diniz,você é uma jornalista com poucas no Brasil.Tem compromisso com a verdade !!
Sentimos o seu apoio e acho que você merece uma condecoração dos professores!!!!Poucos jornais e TVS tiveram coragem de publicar a estrema violência que fomos alvo naquele episódio.Chegaram até a dizer que nós provocamos!!!!Você estava lá….. conosco, e com todos que nos apoiaram: vereadores, João Alfredo ,VItor Valim, OAB e assim podemos dar uma lição de cidadania aos nossos alunos e pais. Ainda existe em Forteleza(embora poucas),pessoas preocupadas com a democracia e justiça combatendo efetivamente a violência e procurando a verdade.Doa a quem doer!!!Parabéns….. como pesquisadora fico feliz por descobrir raros talentos como o seu.

Cristiane | quarta-feira junho 15 2011 | 22:36

Gostaria que todos estes comentários fossem destinados a OAB, e que ela realmente faça alguma coisa, que interceda por nós, pois ainda quero acreditar na justiça desse país… Pois a Sr. prefeita acha que pode tudo… Como vou voltar para minha sala de aula e falar para meus alunos sobre direitos, justiça, o que é certo e o que é errado, como vou falar de cidadania, se até um tribunal está do lado da prefeita?? Como?? Estou desmotivada, triste, humilhada, envergonhada com tamanha desvalorização… Não sei mais no que acreditar na justiça???