Bastidores
Atualizado em: 15/07/2011 - 12:08 pm

Os contratos assinados para a realização de obras em rodovias federais no período de 2006 a 2011 renderam cerca de R$ 18 milhões à Construtora Araújo Ltda, que pertence à mulher de José Henrique Sadok de Sá, diretor executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). As informações são da matéria do Jornal Estadão, segunda a qual todas as obras estão vinculadas ao órgão.

Durante entrevista, Sadok alegou que as obras são vinculadas ao Dnit, mas os contratos são assinados pelo Governo de Roraima, por meio de licitações. A construtora de Ana Paula Batista Araújo foi contratada para realizar obras nas rodovias BR-174, BR-432 e BR-433, no Estado Roraima. Ainda de acordo com o Estadão, todos os contratos tiveram aplicação de aditivos, que aumentam prazos e valores.

Obra irregular
O contrato da Construtora Araújo para a BR-174 rendeu três aditivos. Um deles somou R$ 1,5 milhão ao contrato e outro aumentou o prazo de dois para três anos de vigência. Segundo o Tribunal de Contas da União (TCU), essa é a obra que apresenta mais irregularidades. O valor inicial da construção foi de R$ 19,2 milhões, mas, desde 2006, a União liberou pelo menos R$ 200 milhões para melhorias na rodovia.

Leia mais:
Em depoimento, Pagot nega que Dnit tenha sido usado para fazer caixa ao PR

Com informações do Estadão



0 comentários







0 comentários
Topo | Home