Ceará
Atualizado em: 13/02/2012 - 11:01 am

O estádio Castelão será palco de alguns jogos do mundial Foto: Divulgação

Aproximadamente 1.200 operários que trabalham nas obras de reforma do Castelão cruzaram os braços na manhã desta segunda-feira (13). Segundo o Sindicato dos Trabalhadores de Indústrias do Ceará (Sintepav-CE), a categoria pede pagamento de salários atrasados, reajuste e aumento no valor da cesta básica. Uma nova paralisação está marcada para próxima quarta-feira (15).

De acordo com o Sintepav, metade dos trabalhadores não tem carteira assinada e recebe menos do que o piso por oito horas diárias de trabalho.

Termelétrica
Os trabalhadores da Usina Termelétrica do Pecém também farão uma assembleia nesta terça-feira (14) para discutir uma possível greve.

Resposta
A assessoria de imprensa do consórcio que realiza as obras do Castelão enviou uma nota afirmando que
a ssembleia desta segunda-feira (13) estava programada pelo Sintepav para discutir uma pauta de reinvindicações do dissídio da categoria, para o mês de abril de 2012.

O Consórcio afirmou que procurou a diretoria do sindicato e agendou uma reunião para a tarde de hoje. O interesse é de continuar o trabalho normalmente, garantindo o direito dos trabalhadores e resguardando a obra do Estádio Castelão.

Leia mais:
Castelão é citado em dossiê sobre condições precárias de trabalhadores em obras da Copa
Reforma no Castelão: operários recebem orientações de combate a dengue

Operários da obra do Castelão são alfabetizados



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.