Opinião
Atualizado em: 06/11/2012 - 7:08 am

Em artigo, Alexandre Pereira fala sobre as alianças e o desafio que Roberto Cláudio terá para “tornar realidade o desejo de renovação expresso pela vontade soberana das urnas”. Foto: Jangadeiro Online

O presidente do PPS no Ceará, Alexandre Pereira, que disputou a prefeitura de Fortaleza como vice na chapa de Heitor Férrer (PDT), enviou para o Polítika um artigo em que fala sobre a responsabilidade que o futuro prefeito de Fortaleza terá a partir de janeiro de 2013.

Com o título“A responsabilidade de transformar Fortaleza”, Alexandre Pereira ressalta o papel das alianças e o desafio que Roberto Cláudio terá para “tornar realidade o desejo de renovação expresso pela vontade soberana das urnas”. Acompanhe!

A responsabilidade de transformar Fortaleza

“A eleição do prefeito Roberto Cláudio marca o início de um novo ciclo de desenvolvimento da capital cearense. Depois de oito anos de desmando administrativo, o ingresso de um jovem e arrojado político no Paço Municipal nos enche de esperança por dias melhores. A vitória de uma nova liderança está cercada de detalhes, nuances, esperança e apoios. São inúmeros fatores que, aliados a competência de Roberto Cláudio, levaram o novo prefeito a uma vitória que deve ser comemorada nos quatro cantos da cidade. Roberto Cláudio não é o prefeito de um pequeno grupo e sim da união dos que acreditam em uma cidade mais igual. Uma cidade em que a população vai ser tratada com repeito e dignidade.

Depois de uma campanha honesta e propositiva no primeiro turno em que, ao lado do PDT e do amigo Heitor Férrer, garantimos a confiança de 262.365 eleitores fortalezenses, não foi fácil seguir em frente. Mas a vida nos pede coragem. Era preciso olhar por cima da decepção do momento e ver o que seria melhor para a cidade que amamos e que escolhemos para crescer e criar nossos filhos.

Com dois nomes na mesa, a decisão de apoiar Roberto Cláudio deveria ter sido fácil, pra não dizer óbvia, por representar a renovação que tanto almejamos pra Fortaleza, mas nosso parceiro de batalha, Heitor Férrer, optou pela neutralidade. Respeitamos a decisão, mas avaliamos que não era possível ficar alheio num processo que colocava em jogo o destino da cidade.

Roberto Cláudio apresentou propostas semelhantes às apresentadas por nossa coligação ainda no primeiro turno. Compartilhamos o desejo por renovação e concordavamos que a atual gestão não poderia continuar a trazer prejuízos para a população de Fortaleza, ora atrapalhando as ações do governo estadual, ora desfilando incompetência. Tomada a decisão, trabalhamos incansavelmente para mostrar aos fortalezenses que Roberto Cláudio era melhor opção. Foram reuniões, telefonemas, visitas. Muita saliva, sola de sapato e disposição para mudar a situação da cidade.

Missão cumprida. Agora nos resta ajudar o prefeito de Fortaleza nessa difícil caminhada. Tirar Fortaleza do atraso não é tarefa para qualquer um, mas não temos dúvida de que Roberto Cláudio tem todas as condições de fazer esse trabalho com maestria. Vai unir a juventude dos que tem desejo de fazer à experiência dos que já possuem o saber administrativo.

O dia primeiro de janeiro de 2013 marca não apenas a posse do prefeito eleito por uma ampla aliança, mas sim o início do processo de transformação da cidade. O desafio será tornar realidade o desejo de renovação expresso pela vontade soberana das urnas.

Alexandre Pereira – Presidente do PPS-CE”



0 comentários







0 comentários
Topo | Home