Opinião
Atualizado em: 21/03/2012 - 12:26 pm

O comentário que você pode acompanhar logo abaixo foi exibido no programa Barra Pesada de terça-feira (20). Pra quem já viu o programa, essa é aquela parte em que o apresentador Nonato Albuquerque apresenta uma espécie de editorial do Barra. Pois bem, achei interessante e vale a reflexão, por isso divido com vocês. Segue texto:

Ilustração retirada do blog "Produto da Mente"

Foram 840 atendimentos só no Frotão, no feriadão de São José. No ano passado, no mesmo período, foram 1.660, segundo o noticiário que passa a ideia de que o feriado deste ano foi menos violento. Isso é o que a sociedade quer, mas não ameniza a ideia de sobrecarga que domina hoje no IJF, principalmente nos fins de semanas e feriados.

A preocupação maior é com a ameaça de greve dos servidores da área de exames técnicos e de laboratório que reivindicam uma gratificação. qualquer greve num hospital da importância do Frotão em face do caos no sistema de saúde, é uma tragédia para a população.

Tem uma notícia nos jornais de hoje alertando que a falta de juízes em 61 cidades do ceará ameaça eleições. Isso é nada, comparando-se com o caos na saúde. O que não podia faltar, e falta, é leito, médico, e atendimento nos hospitais. A presidente Dilma veio ao Ceará para inaugurar a policlínica de Pacajus, que não funciona. O governador promete em Canindé ações para comunidades rurais, mas não trata das obras paradas da policlínica do município. E pior ainda são as fraudes, as propinas, os roubos em licitações de hospitais públicos.

De que adiantam as entrevistas sobre o crescimento do PIB, se essas conquistas não aliviam a saúde, não melhoram a segurança, nem chegam, enfim, na ponta da população? Quais as vantagens de eleições caras e de mais juízes eleitorais, diante dos corruptos que não largam as tetas do poder? o que temos é uma realidade maquiada montada para iludir e enganar uma sociedade hipnotizada pelos mágicos de plantão.

Leia mais:
Opinião – Primeiro o bucho, depois o lixo

Opinião – Clamor por segurança no interior do Estado 
Opinião – O verdadeiro jejum é o moral 



0 comentários







0 comentários
Topo | Home